Nesta quinta-feira (22), o secretário de Estado da Educação Luiz Fernando Vampiro disse que a vacinação dos professores deve começar na primeira semana de maio. A ideia é imunizar primeiro os que estão mais expostos ao coronavírus.

Essa semana, a Secretaria de Estado da Educação (SED) apresentou o Plano de Vacinação para Profissionais da Educação de Santa Catarina. A proposta estabeleceu a ordem prioritária de vacinação do setor, mas não ficou definida nenhuma data para começar a vacinar estes trabalhadores.

A proposta é que a imunização aconteça de maneira escalonada, vacinando primeiro quem está atuando de forma presencial. Os primeiros a receberem doses, segundo o projeto, seriam os professores da Educação Infantil e Especial.

"Esses dois primeiros são professores que estão sem barreira sanitária. Crianças de zero a três anos não têm obrigatoriedade de usar máscara e eles [professores] pegam no colo", explicou o secretário.

A ordem de vacinação apresentada pela SED é a seguinte:

1º grupo - Profissionais que atuam no atendimento presencial

Educação Infantil (professores e auxiliares)
Educação Especial
Equipe técnica, administrativa e pedagógica (gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência)
Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
Ensino Superior

2º grupo - Profissionais que atuam em Atividade Remota
(A ordem seguirá as etapas de ensino da vacinação do 1º grupo)
Profissionais que são do Grupo de Risco para a Covid;
Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares.