Na manhã desta segunda-feira (16) a prefeitura de Ibirama, no Alto Vale do Itajaí, divulgou a decisão de afastar totalmente das atividades a professora que esqueceu um menino de 2 anos dormindo dentro de uma creche na última sexta-feira (13). Além do afastamento, a prefeitura também abriu um PAD (Processo Administrativo Disciplinar) contra a servidora.

Para resgatar o menino que foi esquecido dormindo dentro da unidade escolar, os pais precisaram quebrar uma das janelas. A criança estava toda molhada e chorando no momento que os pais chegaram ao local.

A nota foi enviada na manhã desta segunda-feira (16) pela prefeitura. No texto, a administração municipal informa que está em contato direto com a família desde que ocorreu o fato. A prefeitura ainda disse que disponibilizou atendimento psicológico à família.

Confira a nota enviada pela prefeitura de Ibirama:

Em virtude do fato ocorrido na última sexta-feira, 13, no CEI Abelhinha Feliz, onde uma criança foi deixada dentro de uma sala de aula após o expediente, a Secretaria de Educação de Ibirama informa que será aberto um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que apurará a conduta da profissional envolvida no fato. Enquanto isso, a servidora foi afastada até que os fatos sejam analisados.

O PAD é uma medida legal e necessária que pode ser adotada pelo Poder Público, porém, tem etapas a serem seguidas, como a instauração do inquérito, com a publicação da portaria que constitui a comissão que apurará a infração do servidor, o inquérito administrativo, que engloba a fase de coleta de provas, defesa e relatório, onde a comissão analisa o processo e sugere um desfecho para a autoridade competente. Por fim, com base no PAD é feito o julgamento.

A Secretaria de Educação de Ibirama informa também que a direção do órgão está em contato direto com a família desde que ocorreu o fato, dando todo o suporte e prestando assistência necessária, inclusive atendimento psicológico ofertado em parceria com a Secretaria de Saúde do município.