Pela primeira vez na história, uma advogada catarinense foi escolhida para ocupar uma das cadeiras destinadas à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A escolhida foi Sandra Krieger Gonçalves, professora da Universidade Regional de Blumenau (Furb). Ela tomou posse nesta terça-feira (22) e fica no cargo até 2021.

Sandra Krieger é formada em direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com doutorado pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Professora da Furb desde 1993, já foi procuradora-geral da Universidade entre 2007 e 2009; e coordenou o curso de direito entre 2000 e 2002. É fundadora do Instituto de Direito Administrativo de Santa Catarina (Idasc) e também atua na advocacia privada. Já foi procuradora-geral da Prefeitura de Blumenau e da Câmara Municipal de Blumenau.

O Conselho Nacional do Ministério Público é composto por 14 conselheiros de diferentes instituições, que ficam no cargo por um período de dois anos. O órgão é responsável pela fiscalização administrativa, financeira e disciplinar do Ministério Público no Brasil. Além dela, a outra cadeira da OAB será ocupada pela advogada Fernanda Marinela, de Alagoas. Esta é a primeira vez que a OAB elege duas mulheres para representar a advocacia no CNMP.

Quer receber as notícias no WhatsApp?