As equipes de fiscalização do Procon de Florianópolis realizaram mais de 100 visitas nos últimos 15 dias a estabelecimentos comerciais como farmácias e mercados para verificar os preços de produtos relacionados ao Covid-19, como álcool em gel, luvas e máscaras, ou mantimentos. Destes 100 locais, 75 receberam notificações por praticarem aumento abusivo de preços.

Apesar dos atendimentos presenciais estarem suspensos até dia 8 de abril por conta da prorrogação do Decreto Estadual de isolamento social, o órgão continua atendendo denúncias e dúvidas da população, via telefone ou e-mail.

De acordo com o Plantão do Procon, cerca de 40 casos encaminhados por email e mais 70 ligações de consumidores são atendidas por dia.

Como denunciar

Para realizar denúncias ao Procon da Prefeitura de Florianópolis, a população pode entrar em contato pelo telefone (48) 3131-5300 ou no e-mail fiscalizacao.procon@pmf.sc.gov.br. As denúncias, para serem mais eficazes, devem ser acompanhadas de material comprobatório, como nota fiscal, fotografias datadas ou recibos.

Denúncias e reclamações também podem ser registradas no site www.consumidor.org.br. São mais de 600 empresas cadastradas, como companhias aéreas, bancos e telefonias, que tem um prazo médio de resposta de 7 a 12 dias.

 

Foto Studio OCP

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp