O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Jaraguá do Sul (Samae) realizou na manhã desta quarta-feira (22), Dia Mundial da Água, o lançamento do concurso de fotografia com o tema "Preservar a água é Proteger a Vida". De acordo com o diretor-presidente do Samae, Ademir Izidoro, o objetivo é registrar aspectos socioambientais relacionados à proteção dos mananciais, uso indevido da água, poluição e beleza natural dos mananciais do município de Jaraguá do Sul. "Queremos despertar em crianças, sob um olhar crítico, a conscientização dos cuidados com a água, além de estimular e desenvolver o gosto pela linguagem fotográfica, revelando diversos olhares sobre a cidade", explicou. Ele afirmou ainda que este concurso é forma de fortalecer a relação com a comunidade, incentivar a manifestação artística e revelar novos talentos na área de fotografia.  
Concurso (4)
Mudas de ipê foram plantadas na sede do Samae logo depois do lançamento do concurso fotográfico | Foto: Divulgação
  A direção, organização e realização do concurso fotográfico "Preservar a água é proteger a vida" estão sob a responsabilidade do Samae por meio de uma comissão específica, com profissionais da fotografia que atuam na esfera pública e privada. Poderão participar crianças, jovens e adultos, que estarão divididos em seis categorias: de 7 a 9 anos; de 10 a 12 anos; de 13 a 15 anos; de 16 a 17 anos; amador acima de 18 anos e profissional acima de 18 anos. A responsável pela organização do concurso fotográfico do Samae, Alessandra Stinghen, esclarece que para a participação das crianças e jovens na modalidade "infanto-juvenil de 7 a 17 anos" será necessária autorização por parte de seu representante, sendo que, a própria ficha de inscrição, deverá ser assinada pelo participante e representante. As regras ainda vedam a participação de funcionários da autarquia em caráter temporário, efetivo ou comissionado, bem como dos profissionais que fazem parte da comissão de jurados.   INSCRIÇÕES As inscrições deverão ser realizadas no Samae, das 8 às 11 horas e das 12 às 15 horas, no período de 10/5/2017 a 25/5/2017. O número de inscrições por categoria é de 30 participantes. Não havendo no mínimo cinco inscrições por categoria, os candidatos serão realocados em outra categoria, anterior ou posterior, com idades aproximadas. A ficha de inscrição devidamente preenchida e a fotografia deverão ser entregues em envelope fechado ao Concurso Fotográfico "Preservar a água é proteger a vida" no endereço: Samae, rua Erwino Menegotti, nº 478 – Água Verde, CEP: 89254-000 - Jaraguá do Sul/SC até a data limite de 25/5/2017 às 15 horas. Será aceita apenas uma fotografia por participante e é indispensável preencher todos os campos da ficha de inscrição e da autorização do representante legal no caso de menores de 18 anos.   FOTOGRAFIAS As fotografias deverão ser trabalhos digitais ou analógicos. Podem ser preto e branco ou colorido. As imagens produzidas devem ser exclusivamente áreas localizadas no Município de Jaraguá do Sul. Fotografias que já tenham sido publicadas, exibidas em público ou recebido algum prêmio não serão aceitas, assim como fotos que tiveram suas características alteradas ou retiradas de bancos de imagens digitais ou sites especializados.   RESULTADOS Os resultados serão divulgados pelo Samae de Jaraguá do Sul até o dia 5/6/2017 no site, Facebook, na sede administrativa e através de e-mail aos participantes do concurso. Serão premiados três participantes em cada uma das categorias. Os prêmios variam de acordo com a categoria e são bicicletas, celulares, câmeras fotográficas, entre outros. Mais detalhes sobre o concurso fotográfico do Samae podem ser encontrados no site: www.samaejs.com.br.   Sobre o tratamento de água Ademir Izidoro também aproveitou a oportunidade para falar sobre o Samae, captação e tratamento da água em Jaraguá do Sul. Citou que é realizada a captação de mais de 48.830 m³/dia, sendo deste volume de água captada:  4.300 do rio Itapocu (ETA Central); 9.730 do Rio Jaraguá (ETA Sul) e  4.800 dos morros que abastecem os Sistemas Independentes. "Enfrentamos problemas com as chuvas fortes, que causam aumento no nível dos rios, que dificultam a captação. Com relação à turbidez, o normal é abaixo de 30 NTU, sendo que em chuvas fortes esse valor passa de 5.000 NTU, e já chegou a 22.000 NTU. Esse problema é devido aos desmatamentos, má conservação da mata ciliar, e os loteamentos que não fazem a bacia de contenção, para segurar os sedimentos que são carreados quando da terraplenagem", explicou. Para uma melhora da qualidade da água do Rio Itapocu, investimos em rede de esgoto nos bairros Nereu Ramos, Santo Antônio e Três Rios do Norte, mas devemos avançar mais. Projetos foram cadastrados em Brasília para obtenção de recursos, para ampliação da rede de esgoto. Torcemos para que Corupá, que infelizmente não tem rede de esgoto, faça os investimentos, pois a água que vem de lá é tratada pelo Samae. Águas de Corupá está sendo municipalizada e o Samae está apoiando tecnicamente essa mudança. Com informações da assessoria de imprensa