O Governo de Criciúma lançou mais uma ação para fomentar a economia local, trazer mais empresas e expandir o mercado da cidade para o mundo. Trata-se do programa Invest Criciúma, uma parceria com o Estado de Santa Catarina, que pretende promover e valorizar o município e também criar uma equipe para atender exclusivamente investidores internacionais.

A iniciativa foi oficializada nesta terça-feira (23) durante uma reunião, em Florianópolis, com a secretária executiva de Assuntos Internacionais (SAI) de Santa Catarina, Daniela Abreu. “O encontro foi muito importante. Conseguimos dar continuidade nas tratativas desse projeto e colocar o nosso município, que fica em um local estratégico, próximo de praias, serra e universidades e com toda uma infraestrutura, à disposição para atrair investidores internacionais”, comentou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia de Criciúma, Aldinei Potelecki.

O próximo passo agora para a implantação do Invest Criciúma, segundo o diretor, é concluir alguns estudos que darão base para o funcionamento do projeto. “Em conjunto com o Sebrae, estamos desenvolvendo dois programas: o Levantamento de Oportunidades e o Place Branding. Essas iniciativas vão dar total apoio para apresentarmos muito bem Criciúma para o exterior”, explicou.

Cidade Empreendedora

No início deste ano, Criciúma renovou a parceria no programa Cidade Empreendedora, do Sebrae, e com isso aderiu a 45 projetos. Entre eles, o Levantamento de Oportunidades e o Place Branding que já estão em execução e pretendem criar uma nova identidade, trazer um posicionamento mais forte e elencar os principais pontos positivos da cidade.

Novas oportunidades

Representantes do poder público municipal também estreitaram a parceria com o Porto de Imbituba, a fim de trazer mais investidores internacionais para o município. Duas reuniões on-line já foram realizadas, sendo uma na segunda-feira (22), para discutir formas de expandir e atrair novas empresas para Criciúma. “Os encontros são sempre muito produtivos. Estamos trabalhando muito alinhados e buscando soluções para conseguir exportar materiais produzidos em Criciúma para todo o Brasil e mundo, com mais facilidade”, disse Potelecki.

Na última reunião, colaboradores da Cassol Pré-Moldados também participaram. A proposta do município é que a empresa se instale e comece a operar e produzir na cidade.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp