De acordo com a gerente de Vigilância Epidemiológica de Jaraguá do Sul, Fabiane da Silva, os boletins de coronavírus são elaborados com a intenção de preservar ao máximo as pessoas que descobrem o diagnóstico.

"Divulgar o bairro pode mais atrapalhar do que ajudar. As medidas de prevenção devem ser adotadas por todos. O vírus está em toda a cidade", comenta.

Sobre a comorbidade, Fabiane afirma que, apesar de fazer parte da estatística, ela não é divulgada porque não tem interferência no cuidado necessário com as pessoas.

"Saber de que bairro é ou que comorbidade possui a pessoa contaminada não altera a conduta com os cuidados sobre o distanciamento necessário, manutenção do isolamento, ficar em casa o máximo possível, utilizar máscara e fazer a higiene das mãos", comenta.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul