A Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Jaraguá do Sul atualizou nessa quinta-feira (14) o perfil epidemiológico dos 58 casos confirmados de covid-19 no município.

A análise epidemiológica separa os casos positivos por faixa etária, por sexo, comorbidade, necessidade de internação e também por presença ou não de sintomas. Dos 58 casos positivos (até o dia 14 de maio), 25 são homens e 33 são mulheres.

O perfil mudou, antes a maioria dos casos positivos era de homens. Agora são 57% de mulheres e 25% de homens. O último perfil apontava 52% de homens e 48% de mulheres.

Já a faixa etária com maior número de contaminados não mudou. Envolve pessoas de 30 a 39 anos (20 pessoas). Seguida das pessoas com 40 a 49 anos (8) e 50 a 59 anos (7).

Os que apresentavam comorbidade, isto é, tinham problemas de saúde como hipertensão, diabetes, obesidade ou outras condições, totalizam 18 pessoas, ou 31% do total.

Além disso, dos casos confirmados, 23 pessoas foram assintomáticas (40%). O perfil anterior mostrava 30% de assintomáticos. Isto é, não apresentavam sintomas gripais, mas foi confirmado covid-19 através de exames laboratoriais.

Dos 58 positivados, 12 necessitaram de internação, ou 21%. O percentual anterior era de 30% de necessidade de internação. Não precisaram de internação até o momento 46 pessoas. Aconteceram dois óbitos e, no momento, existe uma pessoa internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Há ainda 18 recuperados e 36 em isolamento domiciliar.

O supervisor de Vigilância Epidemiológica, Geovani Carvalho Lombardi, explica que a falta de informações históricas da doença e de uma vacina eficaz contra o vírus reforçam a necessidade da população seguir as orientações das autoridades de saúde. "Para esta doença, o melhor remédio é a prevenção”, pondera.

Constam, entre as orientações, o isolamento e distanciamento social, o uso de máscaras de proteção, lavagem frequente das mãos com água e sabão, além do uso do álcool gel 70%.

Segundo o secretário de Saúde, Alceu Moretti, medidas de prevenção evitarão o colapso no sistema de saúde e mortes por causa da infecção. Desta forma, a curva da doença não se elevará tão abruptamente, permitindo atendimento adequado a todos os que adoecerem por causa do vírus, que tem facilidade de propagação e pode levar à morte.

Foto Studio OCP

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul