A Prefeitura Municipal de Urussanga manifestou, em nota, o seu mais profundo pesar pelo falecimento do servidor público Amauri Bez Batti, de 59 anos, natural do município, ocorrido na noite de quarta-feira.

Desde abril de 2006, Amauri trabalhava como vigilante (porteiro) da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento. Ele faleceu vítima de Covid-19, sendo internado no Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Urussanga, no dia 24 de junho e, posteriormente, transferido no dia 28 para a UTI do Hospital de Retaguarda do Rio Maina, em Criciúma.

Amari nasceu no dia 3 de novembro de 1961 e era neto do ex-prefeito de Urussanga, Lucas Bez Batti.

O secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento, Jucemar Sangaletti, salientou que o servidor sempre ajudou a todos da secretaria e era uma pessoa que todos gostavam.

"Na recepção estava sempre alegre, brincando com todos os colegas e muito tranquilo nas atividades com o serviço. Sua morte representa uma grande perda para o serviço público e também para todos seus colegas de trabalho".

"Neste momento de tristeza e dor, unimo-nos aos servidores da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento para manifestar nossas mais sinceras condolências aos familiares, parentes e amigos de Amauri Bez Batti, rogando a Deus que conforte seus corações", complementou o Município.