Agentes da Guarda Municipal abordaram as mulheres motoristas para homenageá-las | Foto PMF/Divulgação
Agentes da Guarda Municipal abordaram as mulheres motoristas para homenageá-las | Foto PMF/Divulgação

Atrações artísticas, culturais, exposições, palestras, estética e beleza, fazem parte da programação gratuita que será oferecida pela Prefeitura de Florianópolis para marcar o Dia Internacional da Mulher, comemorado dia 8 de março. Os eventos são realizados em parceria com as Secretarias Municipal de Assistência Social; Cultura Esporte e Lazer; Saúde; rede solidária Somar Floripa e Polícia Civil e Militar. As atividades vão até dia 21 de março.

“É sempre importante lembrar que a data, mais do que um dia de comemoração, é um dia de conscientização sobre a importância da prevenção e combate à violência contra a mulher”, afirma o Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Apoio às mulheres vítimas de violência na Capital

Para auxiliar mulheres vítimas de violência em Florianópolis, a Prefeitura de Florianópolis disponibiliza o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CREMV), onde a vítima é acolhida e recebe atendimento social e psicológico, visando promover a ruptura da situação em que se encontra.

O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, na rua  Delminda da Silveira, s/nº, ao lado da 6ª Delegacia de Polícia da Capital, bairro Agronômica. O atendimento pode ser requisitado pela própria vítima ou via encaminhamento da rede socioassistencial do município. Denúncias podem ser feitas nas Delegacias de Polícia ou da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público ou pelo disque-denúncia 180.

Os abusos, ao contrário do que muitas pessoas possam imaginar, vai além da parte física, podendo ser: psicológico,  emocional, mental, opressão, moral, sexual e até patrimonial. “Nosso objetivo com essas ações, é lembrar todas as mulheres que é possível se libertar de qualquer tipo de abuso e que elas não estão sozinhas nessa batalha”, afirma a secretária de Assistência Social, Maria Cláudia Goulart da Silva.

Confira a programação:

Sexta-feira, 8 de março 

  • 8h - Base da PM - Força tarefa de abordagem às mulheres em situação de rua em parceria com a 6ª DP. Terminal Rita Maria
  • 8h - Ação Afirmativa e de Promoção à Auto Estima com Mulheres Vítimas de Violência - Somar Floripa. Abrigo para Mulheres

Local: Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CREMV) Agronômica:

  • 8h - Exposição 'As Margaridas'. Artista: Maristela Giassi
  • 8h30 - Roda de conversa sobre o papel da delegacia da mulher na rede
  • 9h30 - Projeto CREMV e Lei Maria da Penha nas Escolas
  • 10h30 - Rede Catarina de Proteção à Mulher
  • 14h - CREMV 10 Anos
  • 15h - Roda de Conversa sobre Violência Doméstica: mitos que matam
  • 16h - Apresentação da casa de passagem para mulheres em situação de violência doméstica e mulheres em situação de rua

Segunda-feira, 11 de março

  • 20h - CREMV e Lei Maria da Penha na escola Escola Básica Professora Herondina Medeiros Zeferino - Ingleses

Sábado, 16 de março

  • 9h - Ação Afirmativa e de Promoção à Auto Estima com Mulheres - Conselho Local de Saúde e Somar Floripa Vila Aparecida

Quinta-feira, 21 de março

  • 18h - Abertura de Exposição Coletiva Elas: Entre linhas, Cores e Formas. Na Galeria do Mercado Público