Foram fiscalizados imóveis das avenidas Professor Ari Kardec Bôsco de Melo e Tom Traugott Wild | Foto PMF/Divulgação
Foram fiscalizados imóveis das avenidas Professor Ari Kardec Bôsco de Melo e Tom Traugott Wild | Foto PMF/Divulgação

Pela 14ª vez em quatro meses, a Prefeitura Municipal de Florianópolis e a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) promoveram uma força-tarefa entre órgãos da administração pública para fiscalizar ligações clandestinas de esgoto.

Intitulada "Blitz Se Liga Na Rede", a operação que já fiscalizou 192 imóveis e autuou 150 deles (78,12 %) atendeu desta vez reclamações de moradores da Praia Brava, no Norte da Ilha, após relatório do Instituto do Meio Ambiente (IMA) ter apontado contaminação no mar da região.

Blitz Se Liga Na Rede teve início em 15 de outubro de 2018 | Foto PMF/Divulgação

Impossibilitada de ocorrer na segunda-feira (25), devido à chuva, a ação vistoriou entre terça (26) e esta quarta-feira (27) sete lotes de grande porte, incluindo um hotel. Apenas dois condomínios estavam regulares. Os demais apresentaram problemas de menor impacto ao meio ambiente e os responsáveis foram intimados pela Vigilância em Saúde a corrigirem os problemas.

Além dos fiscais da Vigilância em Saúde, a fiscalização contou com fiscal da Floram, além da equipe de técnica da empresa Echoa Engenharia, empresa gestora do Programa Floripa Se Liga Na Rede. Foram fiscalizados imóveis das avenidas Professor Ari Kardec Bôsco de Melo e Tom Traugott Wild.

 

Um dos condomínios recebeu o auto por não possuir caixas de gordura na saída das pias de churrasqueira | Foto PMF/Divulgação

O responsável pelo hotel foi intimado a apresentar à PMF Alvará Sanitário e Habite-se da edificação. Um dos condomínios recebeu o auto por não possuir caixas de gordura na saída das pias de churrasqueira. Nos outros três residenciais, foi constatado inadequações envolvendo caixa de gordura (caixa sem sifão ou sem manutenção).

"Nossos alvos na ação foram lotes com dezenas de imóveis e que estariam, segundo o Geoprocessamento da PMF, conectados em fossa (a região fiscalizada possui rede coletora). No entanto, verificamos que todos procederam com as ligações, apresentando apenas irregularidades de menor impacto, envolvendo caixa de gordura. Haviam denúncias sobre dois imóveis que estariam jogando esgoto a céu aberto, mas tratava-se de água da piscina, o que é permitido", disse o coordenador da ação, Igor Puff Floriano, engenheiro sanitarista e ambiental do Programa Floripa Se Liga Na Rede.

. A ação ocorre semanalmente, entre segunda e quarta-feira | Foto PMF/Divulgação

A Blitz Se Liga Na Rede teve início em 15 de outubro de 2018, na Avenida Beira-Mar, e de lá até hoje passou pelos bairros Ingleses (3x), Cachoeira do Bom Jesus (2), Canajurê (2), Joaquina, Bom Abrigo, Jurerê Internacional, Campeche (2x), Balneário Estreito e o Centro Histórico.

Foram fiscalizados residências, imóveis comerciais, shopping center, hotéis, restaurantes, pousadas, condomínios e edifícios. A ação ocorre semanalmente, entre segunda e quarta-feira, das 8h às 13h.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?