A prefeitura de Florianópolis afirmou neste sábado (3) que irá abrir um processo administrativo para apurar se houve infração sanitária em um evento dentro de um beach club em Jurerê Internacional. As informações são do portal G1.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram uma festa que teria ocorrido na sexta-feira (2), onde houve aglomeração e pessoas sem o uso máscara de proteção. O Café de La Musique disse que o estabelecimento respeitou as regras.

Santa Catarina enfrenta um dos momentos mais críticos da pandemia. Na noite de sexta, o estado atingiu 11.125 mortes pela Covid-19. No total, desde o início da pandemia mais de 813 mil pessoas foram infectadas. Os hospitais estão cheios e há 252 pessoas na fila de espera por UTI. 15 das 16 regiões do estado estão em alerta gravíssimo.

Após as denúncias, a Guarda Municipal (GMF) foi até o local, mas quando chegou no estabelecimento, por volta das 20h30, não havia mais movimentação. Mesmo assim, as imagens enviadas serão analisadas. “Caso seja comprovado que alguma infração sanitária foi cometida, os responsáveis serão punidos”, disse o subcomandante da GMF, Ricardo Pastrana.

Decreto

Pela regra vigente em Santa Catarina, o não uso de máscara é passível de multa no valor de R$ 500. Além disso, não é permitido aglomerações. O decreto estadual também não permite a venda de bebida alcoólica depois das 18h nos estabelecimentos. Bares e restaurantes podem funcionar até as 22h.

Este é o terceiro fim de semana de vigência do decreto estadual que tenta frear o contágio do vírus. Praias, parques e praças só podem ser usados para exercício físico individual. Comércio e outros serviços têm horários escalonados para evitar aglomerações.

A assessoria do Café de La Musique afirma que o estabelecimento respeitou as regras sanitárias e que pode funcionar como restaurante com música e 25% da capacidade.

“Foi respeitado, com somente as mesas externas liberadas, às 18h parou a venda de bebida e às 19h já não havia ninguém”, informou o estabelecimento.