A Prefeitura de Criciúma dá início na próxima terça-feira (25), ao programa Agiliza. O objetivo da ação é acelerar a prestação de serviços do Centro de Planejamento Urbano (CPU) como, por exemplo, emissão de alvarás, licenças e projetos arquitetônicos. A ideia é sanar dúvidas de solicitantes que estejam no aguardo da finalização de alguma solicitação processada no setor, no Paço Municipal Marcos Rovaris.

"Essa é a segunda edição do Agiliza. Todos os engenheiros, arquitetos e proprietários que estejam dependendo de uma autorização, licença ou habite-se por parte da prefeitura, poderão procurar nossa equipe no CPU, que iremos orientá-lo e ajudá-lo a destravar sua solicitação", explica o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Aldinei Potelecki.

O CPU é uma junção das antigas Divisões de Planejamento Físico e Territorial (DPFT), de Parcelamento de Solo (DPS), de Fiscalização Urbana (DFU) e de Planejamento Urbano (DPU). Desde o ano passado, o setor já conta com uma alternativa online, a plataforma Aprova Digital (criciuma.aprova.com.br). Por meio dela, já é possível solicitar 21 serviços diferentes.

De acordo com o gerente de Desenvolvimento Econômico, Edson Silva, a ação durará 30 dias. "Já tivemos um grande avanço com o sistema digital. Nesse segundo momento estamos analisando todos os processos. Para isso, precisamos que o contribuinte que esteja com uma solicitação parada venha até o CPU. Vamos atendê-lo individualmente, esclarecer qual o entrave da sua solicitação e ajudar a dar continuidade nela, a superar esse obstáculo", ressalta.