A Prefeitura de Brusque divulgou comunicado em que nega a existência de surto ou epidemia de meningite na cidade. Nos últimos dias, segundo a Administração Municipal, notícias falsas sobre o assunto têm sido disseminadas nas mídias sociais, gerando temor desnecessário à população.

Em 2019, a cidade registrou dois casos da doença, ambos de meningite pneumocócica, causada pela bactéria Streptoccus Pneumoniae. De acordo com a Vigilância Sanitária, um paciente está internado, e o outro já passou por tratamento e teve alta. "Temos dois casos registrados em Brusque, e isso em hipótese alguma pode ser considerado um surto", afirma o infectologista da Prefeitura, Ricardo Freitas.

O médico também garante que não há surto em Santa Catarina. Ele afirma que, dos 20 casos registrados neste ano no estado, três vieram a óbito, mas foram em regiões distantes e cada um tinha um subtipo diferente.

Os sintomas da doença, seja ela viral ou bacteriana, são parecidos com uma virose ou gripe, começando por febre e dor de cabeça, depois náuseas e rigidez da nuca. "A orientação é que, sentido esses sintomas, o paciente procure uma unidade de saúde ou hospital, para diagnóstico médico".

Quer receber as notícias no WhatsApp?