O governo municipal de Barra Velha teve que fazer reajustes no calendário para reestruturar a cidade antes da temporada, por conta dos estragos causados pela ressaca. A praia do Tabuleiro foi uma das mais afetadas. O tamanho da faixa de areia no local diminuiu consideravelmente. Parte da calçada e da escadaria foram danificadas e árvores que estavam na orla foram arrancadas pela erosão causada pela maré. Além desta, mais quatro registraram estragos. A situação de emergência na cidade foi confirmada pelo governo do Estado na última sexta-feira (27). O município está esperando que o governo federal reconheça o decreto e libere recursos para a reestruturação da cidade. Enquanto isso, de acordo com o diretor da Defesa Civil, Elton Cunha, está acontecendo uma força-tarefa para recuperar a estrutura antes do verão com a verba municipal. Em entrevista ao jornal A Notícia, o diretor afirmou que ainda não há um prazo para recuperar as faixas de areia devido ao gasto causado pela erosão marítima. Mesmo com os estragos causados pela ressaca, as praias de Barra Velha, apresentam boas condições de estrutura para os veranistas. Na praia Central,há lugares destinados para pedestres, ciclistas e motoristas circularem e vagas de estacionamento distribuídas na extensão da praia. Lixeiras e pontos de luz também são encontrados no local.