Em 2019 a rede municipal terá 35 salas para 1.100 educandos | Foto PMF/Divulgação
Em 2019 a rede municipal terá 35 salas para 1.100 educandos | Foto PMF/Divulgação

Para auxiliar no processo de inclusão de estudantes com deficiência, a Prefeitura de Florianópolis está aumentando o número de salas multimeios para o atendimento educacional especializado. Em 2017, a rede municipal de ensino contava com 26 espaços contra 23 do ano anterior. Em 2018, o número subiu para 31. Em 2019, haverá 35 espaços constituídos de mobiliários, materiais didáticos, recursos pedagógicos e de acessibilidade e equipamentos específicos.

A rede municipal de ensino atende hoje cerca de 1.100 estudantes com deficiência. Novos profissionais foram contratados para dar atenção a esse público.

Escola Básica Adotiva Liberato Valentim, na Costeira do Pirajubaé, já ganhou a sua sala multimeios | Foto PMF/Divulgação

A Escola Básica Adotiva Liberato Valentim, na Costeira do Pirajubaé, já ganhou a sua sala multimeios. Estão em obras as outras três salas, que ficarão situadas no Núcleo de Educação Infantil Municipal Irmão Celso, na Agronômica; Escola Básica Beatriz de Souza Brito, no Pantanal; e Escola Básica Henrique Veras, na Lagoa da Conceição.

Segundo o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, o objetivo desse aumento é acolher com qualidade toda a demanda de estudantes, professores e famílias. “O atendimento é realizado no turno oposto ao da sala de aula comum, na própria escola em que o estudante frequenta ou em outra escola próxima à sua”, explica.

Há ainda professores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) | Foto PMF/Divulgação

Para dar atenção aos estudantes, há professores de educação especial que atuam no atendimento educacional especializado e auxiliares para  estudantes que necessitam de acompanhamento. Há ainda professores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), além de professores que atuam no Centro de Atendimento Pedagógico para Alunos com Deficiência Visual – CAP.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?