O trabalho contínuo desenvolvido pela Apae é intensificado durante a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. As ações começaram no dia 21 e acontecem até segunda-feira que vem, com o objetivo de debater os direitos, necessidades e realizações, além de propor uma reflexão sobre o dever da igualdade para inclusão. Os eventos envolvem toda a comunidade, sendo realizados em escolas, instituições de ensino superior, locais públicos e na própria sede da Apae em Jaraguá do Sul. O momento de socialização reflete significativamente no comportamento dos 340 usuários da associação. No Praça Inclusiva, realizada na quinta (24) na Praça Ângelo Piazera, jovens e adultos puderam se divertir e compartilhar experiências. Para Caroline Petris, 24 anos, o dia serve para fortalecer as amizades entre os colegas e conhecer novas pessoas. “Faz muito bem para mim, dançamos, brincamos e mostramos nossos trabalhos para a comunidade”, comenta. Além das pessoas que passaram pelo local e participaram da ação, escolas levaram seus alunos para a atividade. De acordo com o assistente social David Crispim, algumas destas turmas têm usuários da Apae como alunos.
Escolas levaram alunos para a atividade na praça | Foto Eduardo Montecino/OCP
Na quarta-feira, a equipe foi em três instituições de ensino superior para falar sobre o trabalho voluntário e fortalecer a prática. Atividades internas e externas compõem a programação da Semana. “Queremos fazer com que a população enxergue além da aparência, da visão imediata. Os deficientes têm direitos, necessidades e sonhos. Eles praticam esportes, trabalham, dançam, viajam, namoram e superam as adversidades do dia a dia. A sociedade precisa se conscientizar disso”, destaca a diretora Cláudia Roberta de Arrazão. Nesta sexta-feira (25) as atividades ocorrem dentro da sede, com exposições de trabalhos e projetos. No sábado (26), das 8h às 11h será promovida a tradicional Festa da Família, com confraternização entre os pais e usuários da instituição. Neste ano o evento acabará mais cedo em virtude do 1º Arroz com Linguiça da Apae, organizado em parceria com o Moto Clube Cabeça D’água. O almoço será servido a partir das 11h30, com show musical, recreação e desfiles de moto. Os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente na Apae, por R$ 15. Cerca de 100 tickets ficarão disponíveis para serem comercializados no dia. Conforme a diretora, os eventos têm como intuito auxiliar a instituição a sanar o déficit que deve ser somado até o final do ano, estimado em R$ 100 mil. Cláudia salienta que os repasses para a manutenção da instituição por convênio estão em dia. Mas, devido à situação econômica do país, algumas contribuições por meio do Fundo Social caíram. Por isso, a instituição está contendo despesas. Encerrando a semana na segunda-feira, a assessora da comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Alesc), Janice Steidel, palestra no auditório do Sesi, às 19 horas. O momento é aberto ao público.
Leia também: Apae de Jaraguá do Sul programa eventos para alertar sobre direitos da pessoa com deficiência