Os pets e mascotes da segurança pública de Santa Catarina estão dando um show de conscientização para o uso correto de máscaras.

A brincadeira faz parte do desafio #UseMáscara.

A pioneira do desafio no estado foi a Mayla, cadela da Defesa Civil de Blumenau.

Ela desafiou o cão Apollo, da Polícia Militar, também de Blumenau, que aceitou.

Apollo

“Vale lembrar que essa é uma brincadeira e que os pets não devem e nem podem usar máscaras”, orientou a Defesa Civil.

O mascote da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de SC, o cão patrulheiro Mike, e o filhote Bono, que está em treinamento para ingresso no Corpo de Bombeiros, na área do 4° Batalhão, também já entraram no desafio de conscientização.

Por decreto

O decreto estadual exige o uso do acessório de segurança no combate ao coronavírus para ingresso em estabelecimentos, comerciais e industriais, públicos e privados, mas alguns municípios exigem o uso assim que sair de casa, independentemente de acesso a esses locais.

Mas o que vem chamando atenção das autoridades é o uso incorreto.

“A maneira correta de usar é cobrindo o nariz e a boca. Para colocar e retirar, pegue nos elásticos que prendem na orelhas e evite tocar na máscara”, exemplificou a PMRv.

Artigo

Assim que decretou a obrigatoriedade, o governador Carlos Moisés citou um artigo científico publicado nos Estados Unidos sobre a eficiência do uso.

Segundo ele, o estudo aponta que, num período de 30 dias, um total de 100 pessoas que não usam máscaras podem infectar até 30 mil outros.

Nesse mesmo cenário, mas com o uso de máscaras, o número de infectados cai para 600.