Após assistirem aulas de educação ambiental, cerca de 20 pescadores artesanais receberam as autorizações da Floram para construção dos ranchos durante a temporada da pesca da tainha, entre o início de maio e o final de julho de 2019.

A aula e a entrega ocorreram no Parque Ecológico do Córrego Grande, unidade de conservação mantida pela Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis.

Após assistirem aulas de educação ambiental, cerca de 20 pescadores artesanais receberam as autorizações da Floram | Foto PMF/Divulgação

A Leandra Machado, pescadora da prainha da Barra da Lagoa, recebeu a autorização do diretor de Licenciamento da Floram, Daniel Vinícius Netto, e sabe quais as obrigações que precisa seguir para erguer o rancho que vai abrigar a espécie mais tradicional do litoral catarinense.

“Precisamos seguir as regras, até para continuar tendo as autorizações nos próximos anos. Nosso compromisso é retirar todo o rancho no fim da temporada”, explica Leandra.

A Floram exerce seu papel legal de orientar ambientalmente os pescadores da Ilha de Santa Catarina.

“Importante esse momento com os pescadores, que são a raiz da nossa cultura e que também atuam na preservação do meio ambiente, garantindo a continuidade de suas atividades”, finalizao diretor de Licenciamento da Floram, Daniel Vinícius Netto.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?