Seguindo alguns perfis já criados em todo país, e até no mundo, uma conta em uma rede social denuncia quem não está cumprindo o isolamento social, ou mesmo a quarentena, em Criciúma.

O perfil “vacilocovidcriciuma”, do Instagram, tem 38 publicações e já é seguido por mais de 500 usuários.

Em sua biografia, o dono da conta escreve: “Perfil para denúncias de pessoas de Criciúma e região que não estão cumprindo a quarentena!! DENUNCIEM no direct (tudo no sigilo)”.

O perfil já vem sendo alvo de polêmica, pois alguns apontam a exposição das pessoas "denunciadas" como violação à Constituição.

Já outros defendem o canal como ferramenta de conscientização para evitar a disseminação do vírus, já que, mesmo com a flexibilização de muitos serviços e atividades, as autoridades ainda orientam que se evite aglomeração.

Segundo o advogado de Direito Constitucional, Alexandre Franco Bahia, em entrevista ao portal R7, mesmo que a página faça denúncias de interesse social, os responsáveis podem responder criminalmente pelas postagens.

“Essas pessoas não deram autorização para que fosse repostado. É claro que essas pessoas, ao exporem seus vídeos na internet, podem ser responsabilizadas por estarem rompendo a quarentena. Agora, a exposição feita de maneira a violar a honra dessas pessoas também gera indenização. São duas coisas separada”, disse.

E você, o que acha?