A insistência e a persistência do jovem Luis Diego de Oliveira, de 19 anos, tiveram um bom resultado. Após alguns dias “batendo na porta” da secretaria do Femusc a fim de conseguir participar do festival como aluno ouvinte ou até mesmo trabalhar como voluntário, só para ter a experiência de conviver com os participantes, ele foi surpreendido com uma bolsa de estudos. Participando há poucos meses da Orquestra Jovem da Scar e com uma boa experiência em fanfarras escolares, o jovem percussionista está maravilhado pela oportunidade a aproveitando, ao máximo, cada momento. Rodeado por grandes nomes da música clássica e trocando experiências com outros alunos, o rapaz é um dos 22 integrantes de Jaraguá do Sul que completam a miscelânea cultural e artística promovida pelo Festival de Música de Santa Catarina (Femusc). Em duas edições participou como aluno ouvinte e agora vive a primeira experiência como aluno, integrando orquestras e fazendo apresentações. “Comecei no Femusc como espectador porque era um jeito diferente de fazer música para mim e agora consegui ser um aluno. Quando me ligaram falando da bolsa eu chorei de alegria”, comenta. Muito disciplinado e querendo aproveitar cada momento no festival, Ludy, como gosta de ser chamado, é um dos primeiros a chegar na aula e um dos últimos a sair do Centro Cultural. “A música sempre correu dentro de mim e viver a música aqui é muito intenso. São muitas amizades, estamos aprendendo e também ensinando, uma troca rica de experiências”, afirma. O amor pela percussão e pela área musical foi tamanho que abandonou a ideia de ser padre para se dedicar aos estudos e se profissionalizar. “Passei cinco anos longe da música para me dedicar aos grupos religiosos até que um dia fui chamado para participar de um concerto e nesse momento senti que era aquilo que me fazia feliz”, explica. Luis Diego_Foto Piero Ragazzi Para ele, a participação do Femusc é algo que vai levar para toda a vida. “O que eu aprendi aqui poderei levar para as fanfarras e também contribuirá para todo o aprendizado daqui em diante”, conta. O jovem até repetiu o professor alemão Dietmar Wiedmann, dizendo que “são 14 dias maravilhosos”. Além da contribuição para os músicos, ele se felicita ao saber do legado deixado na cidade. “Femusc é o que Jaraguá do Sul precisa porque muda a visão das pessoas sobre a música clássica e incentiva todos a preservá-la”, diz. Quem também celebra essa herança são os irmão Leonardo e Ramon Rodrigues, de 13 e 14 anos, respectivamente. Os meninos, apesar da pouca idade, são velhos conhecidos da música. Acumulam quatro anos de participação no projeto Música Para Todos (MPT), duas participações no Femusc e agora integram a Orquestra Jovem da Scar. Desde os seis anos foram inseridos no meio musical e não saíram mais. Apesar de não terem a intenção de seguir carreira profissional, se dedicam ao máximo e querem aproveitar todas as oportunidades que surgirem. “Sinto que tudo que estamos vivendo aqui servirá para a vida adulta porque estamos fazendo trabalho em equipe e temos uma rotina. Estamos aprendendo a lidar com isso”, fala o clarinetista Leonardo Rodrigues, que também recebeu uma bolsa de estudos do festival. Além disso, os irmãos elencam diversas melhorias e técnicas aprendidas que facilitam na hora de tocar. “Se fosse em outra cidade, talvez nunca teríamos a oportunidade de participar. O Femusc deixa uma marca na cultura da nossa cidade”, exalta. Uma voz local no canto lírico A experiência como aluno ouvinte no Femusc do ano passado bastou para que o jovem Eduardo Bassani, de 18 anos, se encantasse pelo canto lírico. Determinado a integrar o programa na edição seguinte, ou seja, a atual, começou a fazer aulas de canto lírico em Curitiba, no Paraná, uma vez ao mês. Durante todo o ano de 2015, intensificou os estudos na área e não deu outra, seu vídeo de inscrição foi aprovado e hoje ele é uma das 40 vozes que participa do programa. Com participações acumuladas em um coral na cidade, ele celebra a chance que tem. “É uma experiência nova, totalmente única e que só temos a oportunidade durante o Femusc, então tem que aproveitar muito bem”, comenta. Ele também integra o corpo de cantores que participa da execução da obra Carmen, a ópera completa que será encenada no Femusc amanhã, às 20 horas. “Carmen é quase um sonho, uma montagem grandiosa com uma equipe muito profissional. Estar em contato com eles não tem explicação, é muito bom”, enfatiza. Bassani admite que o cenário do canto lírico em Jaraguá do Sul ainda é muito fraco, mas tem esperanças de que seja impulsionado em breve e pretende seguir carreira no canto lírico. PROGRAMAÇÂO Quinta-feira (28) • 9h - Série Femusc nos hospitais - Local: Hospital São José • 12h - Série Femusc no Shopping - Local: Jaraguá do Sul Park Shopping • 15h - Série Femusc nos hospitais - Local: Hospital São José • 15h - Série Femusc no Lar das Flores Local: Lar das Flores • 18h - Série Piano Masters - Local: Sala 201 da Scar • 18h - Série Recitais de Canto Lírico - Local: Sala de Exposições da Scar • 19h - Série Momento Springmann - Local: Pequeno Teatro da Scar • 19h - Série Violão Plus - Local: Piano Bar da Scar • 20h - Série Musicalmente Falando - Local: Grande Teatro da Scar • 20h30 - Série Grandes Concertos - Local: Grande Teatro da Scar Obras: Pachelbel, Johann - Canone em ré maior Molnar, Josef - Spring rain Cohen, Michael - Appassionata Grupo de Harpas do Femusc Shostakovich, Dmitri - Quarteto de Cordas n. 3, mvts 2 e 3 Projeto Serioso Regência: Richard Young (viola) Grupo de metais Haydn, Franz Joseph - Sinfonia n. 88 Camerata Promusc Regência: Simon Bernardini • 20h30 - Série Recitais de Câmara - Local: Pequeno Teatro da Scar Sexta-feira (29) • 12h - Série Femusc no Shopping - Local: Jaraguá do Sul Park Shopping • 18h - Série Piano Masters - Local: Sala 201 da Scar • 18h - Série Recitais de Canto Lírico - Local: Sala de Exposições da Scar • 19h - Série Momento Springmann - Local: Pequeno Teatro da Scar • 19h - Série Violão Plus - Local: Piano Bar da Scar • 20h - Série Femusc em Pomerode - Local: Grande Teatro da Scar • 20h - Série Musicalmente Falando - Local: Grande Teatro da Scar • 20h30 - Série Grandes Concertos - Noite de Ópera - Local: Grande Teatro da Scar Obra: Bizet, Georges - Carmen • 20h30 - Série Recitais de Câmara - Local: Pequeno Teatro da Scar *A programação completa e a série Grandes Concertos ao vivo pode ser conferida no site www.femusc.com.br. Os ingressos são gratuitos e começam a ser distribuídos com dois dias de antecedência dos espetáculos.