Quem esperou pela abertura do primeiro parque público na cidade terá que aguardar mais um pouco. A abertura do Parque Municipal Ambiental, no bairro Três Rios do Sul, está prevista para acontecer só na metade de 2020.

O projeto, elaborado pelo Instituto Jourdan e Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente (Fujama) foi apresentado no governo Dieter Janssen. Desde lá,  houve alguns entraves para a conclusão da obra.  A inauguração, que estava prevista para o primeiro trimestre de 2018 foi adiada e a expectativa para a entrega ficou para junho do próximo ano.

Segundo o Gerente do Escritório de Projetos da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Antônio Carlos da Luz,  o projeto sofreu algumas mudanças e isto dificultou a continuidade as obras. "Tivemos algumas questões internas e detalhamentos técnicos. Mas estamos trabalhando o mais rápido possível para concluir o quanto antes ", explicou.

O projeto executivo do parque foi finalizado em fevereiro. No início deste mês foi apresentado o planejamento da obra para o prefeito Antídio Lunelli para definir os rumos da construção. A expectativa agora é que as obras iniciem na primeira quinzena de abril.

O presidente da associação de moradores, Pedro Tize, lamenta a demora, mas segue confiante. " Se ficar um negócio bem feito e eles entregarem a planta como  apresentaram inicialmente, não vejo problemas", ressalta.

Mudanças no projeto fizeram as obras iniciais serem paralisadas Foto | Eduardo Montecino

De acordo com Tize, o bairro é privilegiado e a comunidade precisava ter uma outra opção para relaxar aos finais de semana. "Não temos muita opção de lazer em Jaraguá, só o parque da Malwee", comenta.

Em maio, segundo a Prefeitura, vai iniciar o processo das licitações para a conclusão do parque. Nesta etapa, será dada continuidade aos serviços de terraplanagem, paisagismo, pavimentação e a construção de choupanas.

Antônio ressalta que todos os equipamentos serão adquiridos através da parceria com a iniciativa privada em um valor aproximado de R$ 1 milhão.

O total da obra vai custar R$ 3,2 milhões, sendo R$ 1 milhão em doações e R$ 2 milhões em recursos próprios da prefeitura.  O parque vai abranger uma área total de 44 mil metros quadrados. Sendo 160 mil metros quadrados de área preservada, na qual vai abrigar plantio de espécies nativas, com o objetivo de preservar as espécies da região.

O ambiente está sendo planejado para beneficiar os moradores da cidade com outras comodidades. Pela proximidade do Centro da Inovação, o espaço também vai contar com acesso à internet.

Na área também está localiza o Centro UP! e cinco instituições de ensino, como a Católica SC e a Faculdade Estácio de Sá, além de ter o acesso facilitado pela BR-280.

Quer receber as notícias no WhatsApp?