Idosos com doenças crônicas fazem parte do grupo de maior risco quando o assunto é a Covid-19. Para esse público, e também para os acamados, a recomendação é de sempre buscar profissionais que possam realizar os tratamentos e acompanhamentos em casa.

É nesse nicho que as enfermeiras Katiana Scarpari Perucchi e Luciane Resende Ribeiro trabalham.

Além de atender na Únic - Centro Integrado em Saúde, elas também realizam atendimentos domiciliares em Criciúma, com toda a atenção e cuidados necessários, seguindo sempre as recomendações passadas pelos órgãos competentes.

"Temos uma atenção especial com estes pacientes, prevenindo e tratando lesões de pele, que envolvem a aplicação de curativos complexos, de laserterapia para feridas agudas e crônicas, dentre outros tipos de tratamento, como a verificação e registro de sinais vitais", explica Katiana.

O atendimento domiciliar, além de ser mais personalizado, contribui para a continuidade dos tratamentos, consultas e atividades necessárias para a recuperação do paciente.

Fotos: Arquivo Pessoal

Elas também trabalham em parceria com o médico da família, Dr. Josmar L. Perucchi, e por isso conseguem fazer aplicação de medicações injetáveis, por exemplo.

"A administração de medicação intramuscular e endovenosa, e a passagem de sondas vesical e enteral são realizadas apenas com prescrição médica", explicou a profissional Katiana.

Nas visitas, as enfermeiras utilizam jalecos, máscaras, toucas, propés (proteção de calçados), aventais e luvas, todos descartáveis, além do álcool em gel 70%, evitando todo contato próximo que não seja essencial para a promoção dos cuidados de saúde e bem estar do paciente.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul