As 38 ruas anunciadas pela Prefeitura de Jaraguá do Sul nesta quinta-feira (12) devem começar a receber pavimentação nos próximos meses. Com as licitações em andamento, o pacote de obras inicia dentro de duas semanas por quatro vias em Nereu Ramos.

A relação com o nome das ruas foi divulgada em coletiva de imprensa, na Prefeitura de Jaraguá do Sul. As obras serão executadas a partir do convênio entre o Município e a Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), no valor de R$ 20 milhões.

O governo vem lançando as licitações para as obras em pacotes com mais de uma rua. O processo para o primeiro lote, com quatro vias, foi concluído nesta semana e agora o governo aguarda homologação do Badesc. A vencedora foi a Paviplan Pavimentações.

Segundo o diretor de Compras, Licitações e Suprimentos, Douglas Conceição, a expectativa é que os trabalhos comecem em duas semanas. As primeiras quatro ruas que deverão receber o asfalto são a Bernardino Bressani, Carlos Hardt, Cirilo Zanghelini e Maria Jablonksi, todas em Nereu Ramos.

O orçamento do edital previa cerca de R$ 1,3 milhão para todo o pacote, mas o governo conseguiu um preço melhor, em torno de R$ 930 mil, segundo o prefeito Antídio Lunelli (PMDB).

“Isso é em nome do pagamento da nossa Prefeitura, que hoje é em dia, em nome da nossa credibilidade, então nós conseguiremos fazer mais do que estamos apresentando hoje", afirmou o prefeito. A expectativa é uma economia de R$ 3 milhões em todas as licitações, o que deve permitir mais pavimentações.

O governo já tem agendados os processos licitatórios de mais 25 vias, que deverão ser finalizados até 15 de maio. As outras nove ruas ainda terão seus editais lançados, complementou o diretor de compras.

A chefe de gabinete, Emanuela Wolff – que conduziu a apresentação –, estimou prazo de três meses para finalizar todas as licitações. Quanto ao prazo de execução das obras, o gerente de gestão de projetos e captação de recursos da Prefeitura, Antônio Carlos da Luz, informa que varia de três a cinco meses depois da obra iniciada, e a expectativa é de concluir todas as obras até o fim do ano.

Critérios de escolha

Para a definição das 38 ruas que serão beneficiadas pelo convênio, a chefe de gabinete Emanuela Wolff explicou que o governo considerou as ruas mais movimentadas, com maior número de moradores e também vias que eram reivindicadas há bastante tempo, apontadas inclusive como prioridades em PPAs (Plano Plurianual) antigos.

Desde que o convênio foi assinado, no ano passado, a comunidade e também alguns vereadores vêm cobrando o anúncio das ruas. Emanuela reforçou durante a coletiva que faz parte do perfil do prefeito e do vice, Udo Wagner (PP), só anunciar o que realmente será feito.

“Muitos (moradores) já tinham participado daquele programa Nosso Asfalto, já tinham assinado uma, duas três (vezes), queríamos ter o cuidado de não fazer isso com a comunidade novamente, de não dizer que iríamos fazer a rua e depois o projeto não ser aprovado, não dar certo a licitação ou algo nesse sentido”, disse a chefe de gabinete.

Entre as ruas anunciadas, 13 estão localizadas no bairro Nereu Ramos, incluindo ruas no entorno da Igreja Nossa Senhora do Rosário e do Instituto Padre Aloisio. O governo comenta que a região faz parte da rota turística religiosa, com potencial de se desenvolver e contribuir para o crescimento econômico da cidade.