A mulher, de 29 anos, com suspeita de coronavírus, que morreu na tarde de quinta-feira, em Imbituba, não estava com o Covid-19.

Ela estava internada no setor de isolamento, desde o último dia 29, no Hospital São Camilo, no município.

A informação foi repassada pelo prefeito Rosenvaldo Júnior.

“O resultado chegou nesta manhã do Laboratório Central de Saúde Pública, o Lacen, e deu negativo. O que nos conforta, de certa forma, pois seria uma transmissão comunitária. Em contrapartida, tivemos mais um caso confirmado hoje”, relatou.

Trata-se de uma idosa, de 75 anos, moradora do bairro Vila Nova.

Ela é mãe de um dos passageiros do cruzeiro que atracou no Porto de Santos no dia 14 de março. No mesmo navio havia 86 imbitubenses.

Além da idosa, outras cinco mulheres já haviam sido diagnosticadas com o Covid-19.

Casos

A primeira foi uma moradora de 53 anos, do bairro Vila Alvorada.

A segunda, uma imbitubense de 49 anos, do bairro Vila Nova Alvorada.

A terceira, uma moradora de 31 anos, do bairro Portinho da Vila.

A quarta, uma mulher de 53 anos, moradora do bairro Vila Nova.

E, a quinta, uma idosa, de 85 anos, também moradora do bairro Vila Nova.

“Como o sexto caso é de uma pessoa que coabita com um dos passageiros do cruzeiro, a possibilidade da transmissão comunitária fica descartada. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, até o momento, temos 20 casos suspeitos descartados. Além disso, há quatro pacientes que permanecem suspeitos, pois aguardam pelo resultado dos exames. E um morador segue internado no setor de coronavírus no Hospital São Camilo”, finalizou o prefeito.