De início, eram as paisagens que lhe chamavam a atenção e era nelas que ele focava. Mas em determinado momento, as pessoas saltaram aos olhos de Humberto Furtado e se tornaram as protagonistas de suas fotografias. Seus cliques traduzem a relação intimista selada com cada ser e lugar que conheceu, e transcendem a paixão que sente pela fotografia. O resultado disso, carregado pelas referências de viagens feitas em cinco anos, pode ser visto na exposição “Olho da Alma”, aberta ontem. HUMBERTO FOTÓGRAFO RAFAEL VERCH 1

Humberto Furtado abriu uma galeria itinerante para expor seu trabalho em Jaraguá do Sul

Tendo Jaraguá do Sul como cidade de nascimento, mas o mundo como sua casa, Furtado já passou por mais de 50 cidades africanas, por países como Tailândia e Itália, e mais de nove Estados brasileiros. Em cada um desses locais, conheceu pessoas e lugares que o fizeram aprender e crescer, além de aprimorar seu olhar fotográfico. Na exposição, Furtado apresenta um resumo fotográfico de cinco anos de trabalho, se despede do projeto “Esmola Fotográfica”, de 2011 – as fotos desse projeto também integram a exposição –, e prepara-se para imergir em uma nova empreitada: o Ser Hum.

Fotos Humberto Furtado (4)

“Olho da Alma é a compreensão de tudo que vi nesses cinco anos: indígenas, elefantes, quilombo, asiáticos, africanos. Seres que são cheios de singularidades e que mostram que não é a camada exterior que importa, mas o ser que há dentro”, enfatiza o fotógrafo. Cerca de 20 quadros compõem a exposição, sendo que algumas fotografias foram impressas em papel italiano de algodão e outras no elephant dung paper, um papel especial feito com fezes dos elefantes tailandeses. As imagens trazem a trajetória do artista, desde o contato com o elefante que cuidou na Tailândia, cenários e pessoas que viu no Camboja, até a simplicidade e influências africanas do Brasil, em cenas que ele imaginava encontrar apenas na África. “O que fica mais forte em cada uma delas (fotografias) é a aproximação que tenho com as pessoas que fotografei. Os personagens que conheci que fizeram perceber que o fundo não importava mais. As pessoas que são protagonistas da fotografia”, salienta. Fotos Humberto Furtado (6) A exposição “Olho da Alma” foi montada na casa nº 578 da Rua Antonio Carlos Ferreira, chamada de “A casa da vó do Humba”, no bairro Nova Brasília. Ela pode ser visitada de segunda a sexta-feira, sempre das 14 às 21 horas. O trabalho de Humberto Furtado também pode ser visto no site www.humbertofurtado.com e nas redes sociais do fotógrafo. SERVIÇO O quê: Exposição fotográfica “Olho da Alma”, de Humberto Furtado Quando: até 30 de junho, de segunda a sexta das 14 às 21 horas Onde: Rua Antonio Carlos Ferreira, nº 578, bairro Nova Brasília Quanto: Preços das obras variam. Entrada gratuita Mais informações pelo  com ou (47) 9977-0531