Por Natália Trentini Distorções nos limites de oito bairros motivou uma revisão na organização territorial de Jaraguá do Sul. Chico de Paulo, Tifa Martins, Água Verde, Parque Malwee, Rio da Luz, Barra do Rio Cerro, Estrada Nova e Tifa Monos passaram por uma retificação promovida pela Prefeitura de Jaraguá do Sul. O chefe de cadastro técnico, Roberto Zender, explica que em 1993, quando foi feita ampliação do perímetro urbano do município, a falta de uma cartografia precisa fez com que um modelo de divisão em retas “ponto a ponto”, chamadas de linhas secas, fosse adotado. Com a ocupação desses espaços com loteamentos e demais imóveis, as linhas acabaram cortando quadras e terrenos, deixando muitos imóveis divididos entre dois bairros, explica Zender. “Fica estranho você dizer que o vizinho está em um bairro e o do lado está em outro. O que é o limite do bairro? Era meio confuso, tinham problemas de CEP, era difícil para as pessoas entenderem, explicar para os Correios, serviços de telefonia, transportadoras”, destaca o chefe de cadastro. Agora, as divisões irão usar como ponto de referência as ruas. Zender cita como exemplo a rua Leopoldo Janssen, que do lado direito é Nova Brasília e do esquerdo é Centro, e a rua Marcelo Barbi, do lado direito está no Tifa Martins, e no esquerdo, Vila Lenzi. O mesmo passa a acontecer com esses bairros. O projeto de lei entrou na pauta de votação na Câmara de Vereadores na última terça-feira e precisa ser avaliado mais uma vez antes das mudanças entrarem em vigor.