Ampliar a conscientização quanto a poluição marinha. É com este objetivo que  a Fundema (Fundação do Meio Ambiente) de Piçarras, no Litoral Norte, lançou nesta semana a campanha “Oceano sem plástico”. A ideia é de trazer o tema ao debate e fomentar ações nas escolas municipais, com os alunos de 4º a 9º ano do ensino fundamental. Nos últimos anos o consumo de resíduos descartáveis plásticos se tornou um dos principais passivos ambientais dos oceanos afetando de forma significativa a vida marinha. “A cada dia milhares de itens plásticos são descartados no planeta, e nesse ritmo, se nenhuma medida for tomada, pesquisas apontam que até 2050 teremos mais plásticos que peixes nos oceanos. Precisamos fazer a nossa parte”, frisou o presidente da Fundema, Marcos Zaleski. Nesta primeira fase da campanha, palestras de conscientização serão realizadas em todas as cinco escolas municipais da cidade, junto do início de uma competição educativa que será promovida aos alunos. A competição tem período de 07 a 25 de maio e premiará as cinco turmas (de 4ª a 9º ano) que juntarem o maior número de resíduos plásticos. A turma que entregar o maior número de resíduos plásticos irá ganhar um passeio no Parque Aquático em Piçarras e uma visita especial no Museu Oceanográfico Univali contendo atividades como visita mediada, palestra de educação ambiental, certificado digital de participação do Museu, laboratório de toque e visita a reserva técnica.  As turmas que ficarem na 2º, 3º, 4º e 5º irão ganhar um passeio no Parque Aquático em Piçarras. Outra ação que está sendo desenvolvida é o Seminário técnico científico Oceano sem plástico – ações em terra que afetam o mar, que irá acontecer no dia 08 de junho, Dia Mundial dos Oceanos, que abrirá o debate entre os palestrantes e a comunidade. Já estão confirmados como palestrantes a Fernanda Daltro, da ONU Meio Ambiente no Brasil e uma palestra proposta pelo Museu Oceanográfico Univali.

Adesão à Campanha Mares Limpos da ONU

Na programação do Seminário técnico científico Oceano sem Plástico está prevista também a adesão regional das cidades da Região da Foz do Rio Itajaí do Projeto Mares Limpos, da ONU Meio Ambiente, que durante cinco anos terão ações para conter a maré de plásticos que invade os oceanos. A região da Amfri é a primeira no Brasil que está planejando uma integração para assinar o termo. Balneário Piçarras já é umas das confirmadas para assinatura do projeto da ONU e sediará o evento. No Brasil, a campanha trabalhará na mobilização de governos, parlamentares, sociedade civil e setor privado para fortalecer ações que reduzam a contribuição do país ao problema global dos plásticos que acabam nos mares. Os esforços da campanha se concentrarão em buscar dar uma destinação adequada ao lixo evitando chegar aos oceanos, uma drástica redução no uso de plásticos descartáveis e o banimento de microesferas de plástico em cosméticos e produtos de higiene, além de apoiar a elaboração do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, capitaneado pelo Ministério do Meio Ambiente. *Com informações do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Piçarras