O Brasil dobrou a parcela da população que se conecta à internet nos últimos dez anos. Os 126,9 milhões de pessoas conectadas no país em 2018 representam 70% do total de brasileiros -em 2008, essa fatia era de apenas 34%. Os números são apontados na pesquisa TIC Domicílios 2018, divulgada nesta quarta-feira (28) pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.br)

Os dados da pesquisa foram compilados de entrevistas domiciliares a uma amostra de 23.508 casas de 350 municípios de todo o Brasil, coletada entre outubro de 2018 e março deste ano.

A pesquisa detalha a faixa de conectados em classes sociais. Enquanto a fatia de usuários da internet da classe D-E cresceu, a do topo da pirâmide caiu.

 

Confira mais dados da pesquisa:

A: de 96% (2017) para 92% (2018)

B: de 89% (2017) para 91% (2018)

C: de 74 (2017) para 76% (2018)

D-E: de 42% (2017) para 48% (2018)

 

O celular se mantém como aparelho mais usado por quem é internauta, já que 97% dos usuários conectados fazem uso do dispositivo. O computador, por outro lado, segue tendo uma queda de uso. Se em 2014 os PCs eram usados por 80% das pessoas online, essa fatia caiu para 51% em 2017 e para 43% em 2018.

A queda do eletrônico que foi a porta de entrada da rede mundial dos computadores para muita gente contrasta com a ascensão de outro aparelho: as TVs passaram a ser usadas por 30% dos internautas — elas devem se tornar nos próximos anos o segundo dispositivo mais usado para acessar a internet no Brasil. Os televisores deixaram de ser voltados apenas para assistir programas e passaram a ser mais interativos, seja por serem uma smart TV ou por meio de outros acessórios, como os diversos set-o-box e outros gadgets como Chromecast (Google) e Fire TV Stick (Amazon).

Conectados

O número de casas conectadas chegou em 2018 a 67% do total, o equivalente a 46,5 milhões de domicílios. A TIC Domicílios apontou ainda que houve avanço de penetração da internet nas residências das diferenças classes sociais, mas o nível de conexão ainda é maior no topo da pirâmide.

 

Confira o índice de acesso à internet:

A: manteve em 99%

B: passou de 93% (2017) para 94% (2018)

C: passou de 69% (2017) para 76 (2018)

D-E: passou de 30% (2017) para 40% (2018)

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger