Desde esta quinta-feira (10) a população de Jaraguá do Sul pode contar com uma nova unidade de apoio para atendimento a casos médicos suspeitos de Covid-19.

Em live na última quarta-feira (9), a presidente do Comitê de Combate ao Coronavírus, Emanuela Wolff, anunciou que a nova Unidade de Apoio ao Pronto-Socorro (UAPS) fica ao lado do Hospital São José (HSJ) e será um local para receber a demanda dos pacientes suspeitos de coronavírus, somando mais um ponto de acolhimento na pandemia com o Pronto Atendimento Médico e Ambulatorial (Pama) e com o teleatendimento.

A unidade vai funcionar todos os dias das 7h às 19h. Dois médicos farão o atendimento, com o auxílio de um enfermeiro, e a estimativa é que a capacidade de atendimento seja de 8 a 10 pacientes por hora.

 

 

O médico infectologista Willy Mamoru Hiraga explica que a unidade, anexa ao HSJ, vai receber os pacientes com sintomas ou até mesmo caso já confirmado para Covid-19 que passarão antes por uma triagem no Pronto-Socorro do hospital.

"A princípio todo paciente que chegar ao Pronto-Socorro vai passar por uma triagem na entrada. Se for um paciente com quadro mais grave e necessitar de atendimento imediato, ele fica no PS", informa o médico.

Foto Eduardo Montecino/PMJS

"Não tendo essa gravidade, ou seja, se for um paciente com quadro leve e com suspeita de coronavírus ou um quadro confirmado que necessita uma reavaliação, ele é encaminhado e vai para a UAPS", conclui Hiraga.

Na UAPS, o paciente vai receber atendimento médico, avaliação clínica, prescrição de medicação se necessário e orientação para o paciente e a família, também se houver necessidade.

Caso a avaliação médica perceba que é preciso fazer exames complementares, o paciente é reencaminhado ao PS. Se não for necessário, ele é liberado para casa, com as orientações médicas.

Sintomas

A UAPS vai atender aos casos suspeitos de Covid-19. Por isso, o médico pneumologista Felipe Benthien reforça que o coronavírus é uma síndrome gripal.

Assim, os principais sintomas são relacionados à infecção respiratória, sendo eles:

  • Tosse
  • Febre persistente de 3 a 4 dias com média de 38ºC
  • Dor de garganta
  • Sensação de falta de ar e/ou de peso no peito

Benthien observa que muitas pessoas com sintomas estão indo procurar o teste rápido de coronavírus nas farmácias, mas, a recomendação dele não é essa.

"Isso não é recomendado porque temos visto sintomas iniciais e alguns testes alterados que dificultam até a evolução e tratamento, que as pessoas às vezes pensam que tem a doença e não tem", afirma.

Foto Eduardo Montecino/PMJS

Outra observação do médico é que, no início da pandemia, a população com sintomas permanecia em casa, enquanto o ideal é procurar um atendimento precoce.

"Então, essa nova unidade vai proporcionar atendimento precoce, diagnóstico e um exame mais adequado, e também avaliação se é hora de fazer o PCR, que é o exame que detecta o vírus ou não. A gente vai ter disponível essa testagem na UAPS", afirma.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul