Nesta quinta-feira (14), é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Nesta quinta-feira (14), é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Doar sangue é um daqueles pequenos gestos que fazem toda a diferença. Apenas uma doação pode beneficiar até quatro pessoas. Nesta quinta-feira (14), é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue e o Hemosc de Jaraguá do Sul (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina) dará brindes aos doadores pela iniciativa.

Além disso, a intenção é incentivar o hábito para atrair mais pessoas. Conforme a responsável pelo Hemosc em Jaraguá do Sul, Raquel Ribas, a unidade de coleta do município tem capacidade para atender 30 doadores por dia, totalizando aproximadamente 270 litros de sangue por mês.

Unidade tem capacidade para atender 30 doadores por dia | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Unidade tem capacidade para atender 30 doadores por dia | Foto Eduardo Montecino/OCP News

"Felizmente nosso telefone não para de tocar e geralmente conseguimos atingir as 30 bolsas", diz Raquel. Todos os dias, as coletas realizadas em Jaraguá do Sul são levadas para o Hemocentro de Joinville, onde são distribuídas para a região.

Raquel não vê uma faixa etária predominante nos doadores jaraguaenses. "Vem muitos jovens e têm várias pessoas acima dos 50 anos que continuam doando", destaca.

Por outro lado, ela percebe um pequeno número maior de homens pelo período de espera entre cada doação, que é diferente para cada sexo.

As mulheres precisam aguardar 90 dias e realizar três doações em 12 meses. Enquanto os homens esperam 60 dias e podem doar quatro vezes por ano.

Raquel comenta que a unidade de Jaraguá do Sul atende de segunda a sexta, das 7h às 16h, mas o horário de coleta de sangue vai somente até as 11h30.

"Não temos médicos para atender de tarde e uma estrutura para suportar o dia inteiro", explica. A enfermeira conta que, no momento, o estoque do tipo O positivo é o único que está em estado de alerta no estado.

Ajudar é a principal motivação

“Junho vermelho. Um mês que vale por muitas vidas”, este é o tema do Hemosc referente ao mês dedicado as campanhas que incentivam a doação de sangue. E foi por essa conscientização que o parapsicólogo de 55 anos, Pedro Lopes de Oliveira, começou a doar sangue.

A necessidade de um amigo o incentivou a realizar a primeira doação e quase 30 anos depois, ele continua frequentando o Hemosc. "Venho  três vezes por ano", comenta.

Pedro adverte que a doação traz diversos benefícios para o doador. "O sistema imunológico se fortalece, diminui a pressão e o corpo se regenera com o sangue novo e saudável que ocorre na reposição. E, claro, ajudar o próximo é o principal", manifesta.

Doadores são incentivados pela vontade de fazer o bem | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Doadores são incentivados pela vontade de fazer o bem | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Incentivada pela família, a costureira Rosiane Vargas, de 34 anos, começou a doar sangue em 2017, e essa semana repetiu o ato. "Me traz um sentimento muito bom saber que estou salvando vidas. Minha família trabalha na área da saúde e sempre doa sangue", expressa a sorridente Rosiane.

Após o doador realizar o agendamento, a doação passa por cinco etapas na unidade de coleta. Primeiro é feito a conferência dos dados. Na sequência, acontece a pré-triagem, onde é medido a pressão arterial do doador.

Após realizar uma entrevista clínica, o médico decide se a pessoa esta apta para doar. No quarto passo, é realizado a coleta e por último é servido um lanche para repor o volume retirado pela doação.

Segundo dados oficiais, no Brasil são doados cerca de 3,6 milhões de bolsa sangue por ano, um percentual médio de apenas 2% da população é doadora. A meta estipulada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que 3% a 5% da população seja doadora para o estoque se manter regular.

Como doar sangue

As doações são feitas na sede do Hemosc de Jaraguá do Sul, que fica no Hospital São José, na rua Dr. Waldemiro Mazurechen.

Para realizar a doação é necessário agendar pelo telefone (47) 3055-0454. O Hemosc de Jaraguá do Sul tem capacidade de 30 doadores por dia.

A pessoa que teve ou tem as seguintes doenças - hepatite, lepra, hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto, doença auto-imune, doença de chagas, Aids, problemas cardíacos, diabetes e câncer não podem doar.

Quem faz o uso de drogas ilícitas, mantém relações sexuais de risco e gestantes que amamentam bebês com menos de 12 meses também não pode ter o sangue coletado.

Quer receber as notícias no WhatsApp?