Aos 45 anos e com disposição para trabalhar, o motorista de Treviso, Vanderli Pereira, foi infectado pelo coronavírus e passou por momentos de aflição. Foram 22 dias de internação respirando com auxílio de oxigênio e à espera de um leito de UTI. No período, perdeu mais de 20 quilos e teve 70% dos pulmões afetados pela doença.

"Eu não tinha força, não conseguia me movimentar e o oxigênio no máximo não dava conta", disse.

A recuperação de Pereira é descrita pela família como um milagre.

"Achavam que eu não ia sobreviver porque minha situação era grave, mas Deus é bom e me recuperei sem UTI. Fiz o tratamento com fé e com a minha vontade de viver deu tudo certo. Sem a ajuda da minha esposa eu também não voltaria".

Agora em casa, Pereira recebe assistência da Secretaria de Saúde. O município fornece suporte de oxigênio, um oxímetro e sessões de fisioterapia.

"Pedimos o oxigênio e já trouxeram. Eu fui muito bem acolhido pelas enfermeiras do Centro de Triagem", disse.

A esposa de Pereira, Sandra Tramontin, e os dois filhos também tiveram Covid-19. Segundo Sandra, os sintomas foram leves e a recuperação foi realizada em casa.

A expectativa do motorista é de voltar em breve ao trabalho e fazer a vacina contra o coronavírus.

"Essa doença não é brincadeira. Todos aqui em casa vão fazer a vacina".

Assim como o Pereira, a aposentada Marilu Spricigo de Freitas, de 63 anos, ficou internada por conta da Covid-19. Após a alta hospitalar, ela procurou o setor de fisioterapia da Policlínica Central para tratar das sequelas da doença.

"Quando cheguei aqui estava tremendo, não conseguia fazer os exercícios e ficava tonta. Agora estou ótima, já ando de bicicleta e voltei a caminhar também", contou.

Marilu é umas das pacientes atendidas pelo setor de fisioterapia da Secretaria de Saúde. A unidade oferece sessões aos que apresentam problemas respiratórios e fadiga muscular no pós-tratamento do coronavírus.

Fotos: Divulgação / Prefeitura de Treviso - Rafaela Maffioletti

Segundo a fisioterapeuta Rafaela Marques, os pacientes sentem cansaço no corpo, dores articulares e falta de força, o que provoca cansaço respiratório.

"A fisioterapia vem trazendo ganho de força muscular e, consequentemente, os pacientes começam a reagir melhor aos esforços, diminuindo a dispneia e o cansaço".

Médica reforça protocolos de saúde

A manutenção das medidas de prevenção é fundamental para evitar a proliferação da Covid-19. Segundo a médica do Centro de Triagem do município, Narayana Irmani da Silva, usar máscara de proteção, manter hábitos de higiene e evitar aglomeração são instrumentos para controle da pandemia.

Em caso de sintomas, a orientação é procurar uma unidade de saúde.

"Para tentar fazer o isolamento desde cedo e evitar a propagação. Pessoas que não tem sintomas podem transmitir, mas quem tem sintomas transmite muito mais", explicou.

O Centro de Triagem de Treviso está disponível à população de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Fique atento aos sintomas:

  • Coriza nasal
  • Dor de garganta
  • Dor no corpo
  • Tosse
  • Dor de cabeça fora do padrão
  • Perda do olfato e paladar
  • Tontura
  • Dor abdominal
  • Vômito
  • Diarreia
  • Febre

Saiba mais sobre o Dia Mundial da Saúde

O Dia Internacional da Saúde foi criado para conscientizar a população sobre a importância de preservar a saúde para uma melhor qualidade de vida.

Em 2021, o tema é dedicado à construção de um mundo mais justo e saudável. Por conta da pandemia de Covid-19, a Secretaria de Saúde de Treviso está realizando ações internas para abordar a data. Segundo a Secretária da pasta, a equipe da saúde desenvolveu materiais impressos em alusão ao tema.

"A gente pede que nesta época de pandemia, quando a saúde de todos está em risco, que cada um faça a sua parte. Cuide-se e cuide dos seus".