Com 15 das 16 regiões do estado em risco gravíssimo pela pandemia de Covid, entre elas a capital, um beach club de Florianópolis foi flagrado, nesta sexta-feira (2), desrespeitando as normas sanitárias para contenção da Covid-19, previstas em decreto estadual. O caso aconteceu no Café de La Musique, em Jurerê Internacional, e viralizou nas redes sociais.

Em vídeos e imagens divulgadas pelas redes sociais, é possível ver pessoas aglomeradas, dançando próximas umas das outras e circulando pelo local sem uso da máscara – a prática é considerada ilegal, segundo o regramento vigente no Estado, e passível de multa de R$ 500.

Ele foi compartilhado no perfil Brasil Fede Covid, que denuncia festas e aglomerações, em todo o país, através do Instagram. Às 9h deste sábado (3), as imagens já somavam quase 220 mil visualizações e 4.500 comentários.

Segundo nota à imprensa, o estabelecimento afirma seguir todas as normas de segurança para evitar o contágio.

“Às 18h, parou a venda de bebida e às 19h já não havia ninguém. Assim como todos da área de gastronomia, [estamos] tentando minimizar os efeitos deste último ano, mas, infelizmente, com dificuldade de fazer os clientes respeitarem e permanecerem sentados e com máscara”, informou a assessoria do beach club em nota.

A nota tenta eximir o estabelecimento de responsabilidade, atribuindo-a aos clientes: “Nossos seguranças e equipe de salão atuam intensamente no controle dos clientes em suas respectivas mesas, solicitando que fiquem em seus espaços, minimizando a circulação e aglomeração”, conclui a nota.

O funcionamento de restaurantes e bares está permitido das 10h às 22h, com limite do ingresso de novos clientes até 21h e capacidade de 25% da ocupação total prevista. Eventos sociais, no entanto, seguem proibidos em todo o Estado.

A região da Grande Florianópolis está com 96,45% dos leitos de UTI Covid, no SUS, ocupados, segundo atualização da Secretaria de Estado da Saúde desta sexta-feira (2) . Além disso, março foi o mês mais mortal da pandemia em Santa Catarina, com mais de 3 mil óbitos confirmados.

Ainda segundo dados desta sexta-feira, mais de 250 pessoas com Covid-19 estão aguardando leitos de UTI no Estado.