Antes de assinar a ficha de filiação de Luís Fernando Almeida, a presidente do PMDB em Jaraguá do Sul, Natália Petry, disse à coluna que o fato não muda a relação entre as siglas governistas. Segundo Natália, Almeida vinha demonstrando desejo de se filiar ao PMDB já algum tempo e acabou sendo recebido de braços abertos por atender tanto os requisitos políticos quanto técnicos. “As pessoas têm o direito de ir e vir. O PMDB não pode fechar as portas para um militante político que já demonstrou ter potencial. Se voltarmos no tempo, antes da eleição, o Anderson Kassner fez o cominho inverso, trocou o PMDB pelo PP e continuou, na época, no Samae”, argumenta.