As agentes de combate a endemias de Garuva realizam um trabalho periódico para controlar doenças. Através deste trabalho foram detectados dois focos do mosquito Aedes Aegypti com localização no Centro. Os focos foram encontrados em duas armadilhas das 76 armadilhas espalhadas por todo o município.

Para impedir que o mosquito se prolifere, as profissionais agentes comunitárias de saúde e agentes de combate a endemias criaram três “grupos de ataque” que fizeram um mutirão em um raio de 300 metros em torno do local dos focos detectados.

O mutirão teve o objetivo de fiscalizar terrenos baldios, casas e comércios em busca de depósitos com água parada e possíveis locais que o mosquito possa proliferar.

Entre as ações realizadas estão palestras nas escolas para conscientização, entrega de cartazes e panfletos e orientações locais pelos profissionais da saúde.

COMO EVITAR A DENGUE?

A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer. Para isso:

· Receber o agente de endemias onde seu serviço é em prol da prevenção.

· Evite que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas e copos.

· Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenos baldios e pátios.

· Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente sem deixar poças de água. Manter lagos e tanques limpos ou criar peixes que se alimentem de larvas.

· Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais de estimação pelo menos uma vez por semana.

· Coloque areia nos pratinhos de plantas e remova duas vezes na semana a água acumulada em folhas de plantas. Em bromélias, utilizar jato forte de água na axila das folhas a cada dois dias.

· Mantenha as lixeiras tampadas, não acumule lixo/entulhos e guarde os pneus em lugar seco e coberto.

· Os locais mais prováveis para que a fêmea coloque os ovos são os que ficam à sombra e com água limpa.