Ela não é medica, nem bombeira e muito menos policial. Apesar de muita gente já ter cogitado e convidado, a nossa personagem nunca quis ser vereadora. Ela gosta de atuar nos bastidores, propagando a sua fé, ajudando e transformando a realidade de vida das pessoas. Estamos falando da ialorixá Jacila Barbosa, 65 anos, Mãe Jacila para muitos. Ela foi indicada a ser homenageada na última reportagem da série do Jornal de Joinville, Mulheres que Salvam Vida. Quer receber as notícias do Jornal de Joinville no whatsApp? Basta clicar aqui Ela é carioca, chegou a ser gerente de banco no Rio de Janeiro, mas há 33 anos escolheu viver em Joinville, e por aqui vem desenvolvendo um trabalho muito significativo principalmente na comunidade do bairro Ulysses Guimarães e Adhemar Garcia. Por meio dos projetos ligados à Casa da Vó Joaquina – um centro de candomblé e umbanda.
Mãe Jacila com a galera do Afoxé | Foto Arquivo pessoal
“Atendemos a centenas de famílias da comunidade – que nem sempre fazem parte da religiosidade da casa. Promovemos oficinas, capacitações, curso, atividades culturas e recreativas para crianças, jovens e adultos. Tudo por meio do voluntariado, com a ajuda de nossos benfeitores”, conta a Ialorixá, que também é ativista social. “Fiquei muito feliz em saber que as pessoas lembram do meu nome como uma mulher forte que salva vidas. Concordo que sou uma mulher muito guerreira, que trabalho fortemente com comunidade, mas não salvo vidas”, pontua. “Eu acho que ajudo as pessoas a salvares suas vidas, se encontrarem consigo mesmo, descobrirem seus propósitos, seus valores e se desenvolverem enquanto cidadãos”, completa. “Sempre trabalho com as comunidades mais carentes, promovendo a valorização das pessoas e da vida. Descobri que este é o meu destino, e isso me faz muito feliz”, finaliza. A série Na semana do Dia Internacional da Mulher, o Jornal de Joinville apresenta uma série de reportagens com mulheres fortes, que fazem a diferença em Joinville e região, lutando por direitos e transformando a realidade em que vivem. São mulheres que salvam vidas. Seis personagens já foram escolhidas pela redação e você vai conhecer as histórias delas no decorrer desta semana. Leia as outras reportagens da Série

Mulheres que salvam vidas: duas delegadas de Joinville falam sobre os desafios da profissão

Mulheres que salvam vidas: policial militar vive nova fase com a gravidez Mulheres que salva vidas: Voluntária ajuda a salvar vidas há quase duas décadas no Corpo de Bombeiros de Joinville Mulheres que salvam vidas: juntas pela causa animal