Um caso que ocorreu na última sexta-feira (12) movimentou as redes sociais e deixou muitas pessoas inconformadas. Dois motoristas da Uber descumpriram uma lei federal e se recusaram a transportar dois passageiros deficientes visuais com seus cães-guia, em Itajaí.

As pessoas que passaram pelo constrangimento foram o itajaiense Jairton Fabeni Domingos, 54 anos, e o amigo Ângelo Matias, de Florianópolis. A confusão ocorreu por volta das 16h15, na rua Aníbal César, no bairro São Judas, em frente à Associação dos Deficientes Visuais de Itajaí e Região (Advir).

Um vídeo divulgado mostra o momento em que um motorista do aplicativo recusa a viagem. Nas imagens é possível identificar que o homem está bastante alterado, chegando a afirmar "que o carro não era canil".

Jairton Fabeni chegou a entrar no carro com seu cão-guia, quando o motorista tentou expulsá-lo l Foto Divulgação

A polícia foi chamada e o motorista assinou um termo circunstanciado e acabou liberado. Depois do incidente, a dupla tentou chamar um outro motorista pelo mesmo aplicativo. Mas, novamente, houve recusa em levá-los. Apenas o terceiro motorista aceitou a corrida.

Fabeni afirma que vai processar a Uber e pedir à Justiça que o motorista seja punido com a execução de trabalhos voluntários na sede da Advir.

Procurada pelo Diarinho, a empresa lamentou o episódio e disse que tem como política que todos os parceiros cumpram a legislação e acomodem os cães-guia nos veículos. De acordo com a Uber, assim que soube do incidente, as medidas necessárias foram tomadas para as desativações dos motoristas citados. Confira o vídeo.

Quer receber as notícias no WhatsApp?