Morreu no início da manhã desta segunda-feira (1º), no Noviciado Nossa Senhora de Fátima, em Jaraguá do Sul, o padre Adolfo Hülse, de 77 anos, informou a Diocese de Joinville.

O velório do padre iniciou no fim desta manhã na Capela do Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Corupá. A missa de corpo presente começa às 17h desta segunda-feira. Em seguida, ocorre o sepultamento no cemitério da Congregação Dehoniana, também no Seminário. O padre deixa enlutados os irmãos, sobrinhos e confrades.

Natural de São Martinho, no Sul catarinense, Hülse trabalhou nos últimos anos no Seminário São José (Dehoniano) em Rio Negrinho, no Planalto Norte de SC. Por motivo de saúde, há cerca de um mês foi para Jaraguá do Sul.

Hülse trabalhou nos últimos anos no Seminário São José em Rio Negrinho, no Planalto Norte de SC | Foto Divulgação

Sua ordenação aconteceu no dia 29 de junho de 1968, em uma celebração na sua cidade natal. Em 2018, o padre comemorou 50 anos de ordenação sacerdotal. Durante esse tempo, trabalhou em seminários e desenvolveu trabalho interno em Rio Negrinho. Também era formado em matemática e ministrou aulas aos seminaristas.

Em nota, a Diocese de Joinville informa que se une em oração com a Província Brasil Meridional dos Padres do Sagrado Coração de Jesus pelo falecimento do padre Adolfo Hülse.

Nome marcante no Juventus

Em outubro de 2016, o Moleque Travesso recebeu a visita do Padre Adolfo Hülse, zagueiro na década de 70 e que atuou durante seis anos com a camisa tricolor. Convidado na época pelo Padre Elemar Scheid, fundador do Juventus, Hülse integrou o elenco campeão do Campeonato Regional, em 1971 – o primeiro título do clube -, além de conquistar o título da Taça Governador Colombo Machado Salles ‘Zona Norte’, três anos mais tarde.

Foto: Grêmio Esportivo Juventus

Quer receber as notícias no WhatsApp?