A cachorra Allanis, que serviu de inspiração para a criação de leis de proteção animal em Santa Catarina, morreu aos 14 anos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20), nas redes sociais da Assembleia Legislativa do estado (Alesc).

Da raça Samoieda, a cachorra costumava acompanhar o seu tutor, o deputado Marcius Machado, em seu gabinete, em Florianópolis. Ela também participou de materiais institucionais do parlamentar.

Nas redes sociais, a Assembleia destacou que "Allanis sempre foi sinônimo de alegria quando estava na Alesc".

"Serviu de inspiração para muitos dos projetos que viraram lei em SC, e ampliaram os direitos e a proteção aos animais", ressalta o texto.

Allanis na Alesc | Foto: Reprodução redes sociais

Tratamento contra um câncer

Allanis estava se tratando contra um câncer, diagnosticado em abril. O deputado relatou, em uma publicação, que ela morreu em seus braços, e agradeceu pelo tempo de convivência.

De acordo com a assessoria de Marcius, a sua amizade com Allanis foi inspiração para todo o trabalho do parlamentar voltado à proteção animal, que inclui leis que preveem o direito de alimentar animais em situação de rua, ações de conscientização dos direitos dos animais nas escolas e o Dia Estadual Shurastey e Jesse, que celebra a amizade entre animais de estimação e seus tutores.

*Com informações do g1