A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Criciúma, com o apoio da Secretaria de Saúde, aplicou testes rápidos na Casa de Passagem para saber se as pessoas em situação de rua têm ou já tiveram contato com o vírus da Covid-19.

A ação ocorreu na última quinta e sexta-feira (29 e 30). Foram 29 testes realizados, sendo três positivados com dois deles encaminhados para internação no Hospital de Retaguarda do Rio Maina. Além disso, a assistência social realizou mais uma abordagem social na mesma data.

“Esta parceria entre a saúde e a assistência social é muito importante e mostra a preocupação do poder público com a saúde das pessoas em situação de rua”, declarou o secretário de Assistência Social, Bruno Ferreira.

Além das testagens rápidas na Casa de Passagem, a equipe da saúde também encaminhou algumas pessoas para atendimento de saúde.

Já a missão de abordagem social da sexta-feira foi feita nos bairros Pinheirinho e Centro, em pontos específicos onde os moradores em situação de rua mais se concentram. Foram feitos encaminhamentos aos equipamentos sociais do governo e concedido transporte para a volta das pessoas para a sua cidade de origem.

“Nessas abordagens nos deparamos com situações diversas como pessoas que vieram trabalhar aqui e que precisam voltar para a sua cidade natal. Também encaminhamos dependentes químicos para comunidades terapêuticas, mas tudo depende da aprovação deles”, explicou a coordenadora de proteção social especial, Dudi Sonego.