Otilio é natural do Rio Grande do Sul e está em situação de rua Florianópolis. Após 18 anos sem tocar em um caderno, ele decidiu mudar seu rumo e vai concorrer a uma das vagas de Educador Social no concurso público a ser promovido pela Prefeitura de Florianópolis.

Por enquanto Otilio está estudando no curso preparatório para o exame. São ao todo, 25 dias letivos. O curso vai até dia 15 de novembro, com uma carga horária total de 100 horas. A prova acontece no dia 17 de novembro.

Otilio teve aulas de língua portuguesa, aspectos históricos, geográficos, econômicos e culturais, noções de segurança do trabalho, matemática básica, noções básicas de informática. Ele vai concorrer com outras 40 pessoas em situação de rua.

Cerca de 40 moradores em situação de rua participam do curso preparatório | Foto PMF/Divulgação

Salários superior a R$ 1 mil

Além do curso preparatório para a prova, as pessoas em situação de rua que farão o concurso também obtiveram isenção na taxa de inscrição. Eles concorrerão às vagas de Auxiliar Operacional, Educador Social, Fiscal de Transporte Público e Coveiro, com salários que variam entre R$ 1.189,09 e R$ 1.321,34.

A oportunidade é resultado de uma soma de esforços da Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Assistência Social e Igeof.

“O curso preparatório gratuito visa permitir um melhor desempenho de candidatos que, pelas mais variadas intempéries da vida, não teriam hoje a condição de se preparar de maneira adequada a um concurso que pode, de fato, mudar sua condição de vida atual,” conclui o Superintendente do Igeof, Yan Santos.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger