Um morador de Indaial, de 57 anos, teve a morte confirmada por febre amarela. O óbito ocorreu no dia 13 de março, porém o resultado do teste foi divulgado apenas nesta terça-feira (31) pela Secretaria de Estado da Saúde. A vítima não tinha registro da vacina contra a doença.

Segundo informações, ele morava no bairro Warnow Alto e, no dia 11, procurou o Hospital Beatriz Ramos com dores na perna, febre e dor no estômago. Na ocasião, o homem recebeu medicação e foi para casa. Dois dias depois, com a piora do quadro, retornou à unidade de saúde, onde acabou morrendo.

Esta foi a segunda morte causada por febre amarela neste ano em Santa Catarina. O outro óbito foi registrado no início de março. A vítima era um homem de 42 anos, morador de Camboriú.

Em 2020, o estado soma 12 casos da doença em humanos nos municípios de São Bento do Sul, Jaraguá do Sul, Blumenau (3), Pomerode (2), Camboriú, Indaial (3) e um morador de São Paulo, que esteve em Pomerode.

Com relação aos macacos, Santa Catarina contabiliza 39 mortes por febre amarela nas cidades de Blumenau (21), Gaspar, Indaial (3), Pomerode (4), Timbó, Jaraguá do Sul, Campo Alegre (3), São Bento do Sul (3), Luiz Alves e Doutor Pedrinho.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul