O Governo de Santa Catarina confirmou a terceira morte por febre amarela em Santa Catarina neste ano. A vítima foi um homem de 39 anos, que morava no bairro Itoupava Central, em Blumenau. Ele não tinha registro da vacina contra a doença e estava internado em estado grave.

Os outros dois casos fatais envolveram homens, de 34 e 59 anos, que residiam em Águas Mornas e São Bonifácio, respectivamente. Essas cidades ficam localizadas na Grande Florianópolis.

Sobre a febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril causada por um vírus transmitido pela picada do mosquito infectado. Não há transmissão de pessoa para pessoa.

Entre os sintomas estão febre, dor de cabeça, dor no corpo, náuseas, vômitos, diminuição da urina e amarelão pelo corpo. As formas graves acometem de 15% a 60% dos infectados, com evolução para óbito em até 50% dos casos.

Como os sintomas são muito parecidos com os de outras doenças infecciosas, como Covid-19 e dengue, a Vigilância Epidemiológica orienta que as pessoas estejam atentas aos sinais e procurem atendimento médico, sobretudo se residirem perto de área de mata ou tenham viajado nos últimos 30 dias.

Vacina é a melhor forma de prevenção

O imunizante é disponibilizado durante todo o ano na rede pública de saúde e é indicado para crianças de nove meses a pessoas de 59 anos. De acordo com recomendação do Ministério da Saúde, as crianças devem tomar uma dose aos nove meses e fazer um reforço aos quatro anos. Acima dos cinco anos de idade, a dose é única.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.