Frequentemente, nas redes sociais da prefeitura, os munícipes perguntam sobre a possibilidade de Jaraguá do Sul adotar o tratamento precoce contra a Covid-19, com a distribuição de kits de medicamentos para prevenir a doença.

Na live realizada no último domingo (7), em mais um Plantão Coronavírus, este assunto esteve em pauta novamente.

O presidente da Associação Médica de Jaraguá do Sul, Rodrigo Ferreira, ressaltou que as pessoas precisam entender que o tratamento precoce só pode ser feito mediante a prescrição médica adequada à necessidade apresentada por cada paciente.

“O município disponibiliza medicações quando prescritas, quando os pacientes apresentam sintomas da doença. Esse tratamento tem que ser adequado para cada um, nem sempre é o mesmo medicamento para todos”, ressalta.

Segundo ele, todo o profissional médico tem autonomia para prescrever a medicação que entende ser a necessária para aquele momento do paciente.

“A doença se apresenta de forma diferente e em momentos diferentes da evolução dela há um tratamento adequado que deve ser observado pelo profissional”, aponta.

Até o presente momento, não há comprovação científica sobre a eficácia de nenhum tipo de medicamento para prevenir a Covid. “A única profilaxia é a vacina”, salienta o médico.

Prevenção, de acordo com ele, é a população evitar se contaminar, praticando o distanciamento social, seguindo as medidas de higiene e tomar a vacina, quando chegar a sua vez no calendário de imunização.

 

Com informações da assessoria de imprensa