Cerca de dez quilômetros de ciclovia são planejados para Massaranduba. O projeto está pronto e foi desenvolvido pela secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, com investimento estimado em R$ 4,5 milhões. A proposta deve transformar a mobilidade do município, ligando a área central com a industrial e facilitando a locomoção dos ciclistas. De acordo com o secretário Fabiano Spezia, a criação de um anel cicloviário faz parte das estratégias de governo. “Estudamos quais seriam os melhores locais para ela passar, com o objetivo de beneficiar quem usa a bicicleta como meio de transporte”, aponta Spezia. O traçado inicia no Centro Esportivo Municipal, passa por algumas ruas centrais e depois segue para a rodovia, onde serão seis quilômetros de ciclovia, incluindo o retorno ao Centro de Massaranduba. “Muitos moradores atravessam a SC-108 para ir ao trabalho e ficam expostos ao trânsito movimentado”, comenta o secretário de Planejamento. Para ter o uso da faixa de domínio da rodovia, a Prefeitura irá apresentar o projeto ao Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura). Na terça-feira (12), o prefeito Armindo Tassi conversou com o senador Dário Berger para tratar sobre a captação de recursos para obra e estudar como será feita a busca pela verba. O anel cicloviário ainda inclui iluminação e embelezamento do percurso. Segundo Spezia, o uso da bicicleta como meio de transporte e para a prática de esportes está crescendo na cidade. “Massaranduba tem um ponto forte para o ciclismo por ser uma área plana”, enfatiza. O objetivo da gestão é entregar a ciclovia à comunidade até o fim do mandato. PAVIMENTAÇÕES COMPÕEM PROJETO DE URBANISMO  Na semana passada, o município teve o projeto de pavimentação em sete vias selecionado no programa Avançar Cidades. Para ser executada, a proposta necessita de R$ 5,2 milhões de investimento. Através dela, serão asfaltadas as seguintes ruas: 25 de Julho, Francisco Bramorski, 7 de Setembro, Eugenio Kleine, Frederico Holtz, Gustavo Jensen e Adolfo Cardoso. A construção de uma galeria sobre o Ribeirão Massaranduba também está programada. Serão quase três quilômetros de pavimentação nova. “Com a criação deste sistema binário, o fluxo irá melhorar e fluir mais rapidamente”, destaca o secretário de Planejamento, Fabiano Spezia. Segundo ele, a contratação para execução do serviço deve acontecer somente no fim de 2018 em virtude do período eleitoral. O projeto contempla obras de drenagem, construção de calçadas, iluminação e toda infraestrutura necessária. A Prefeitura também trabalha na elaboração de uma proposta para asfaltar a rua Padre Silvio Micheluzzi, no bairro Guarani Mirim. “Aquela região já conta com uma grande concentração populacional”, observa Spezia. LEIA TAMBÉM: - Massaranduba divulga opções de destinos naturais