Os maracajaenses começam a semana como a mais preocupante em relação ao avanço da Covid-19 e a contaminação pelo coronavírus no município.

A semana passada terminou com dois casos confirmados e, nesta segunda-feira, outras 12 pessoas testaram positivo para a doença.

Dois estabelecimentos comerciais instalados às margens da BR-101 foram fechados pela Vigilância Epidemiológica e assim permanecerão por 14 dias, apesar de exigirem uso de máscaras e oferecerem álcool em gel.

Um terceiro empreendimento será vistoriado nesta terça-feira (19), no qual uma trabalhadora também positivou nesta segunda-feira.

Pela manhã, em um estabelecimento às margens da rodovia federal, no qual uma trabalhadora que reside em Araranguá, na sexta-feira testou positivo, inicialmente quatro e mais tarde, outro empregado, foram testados pela Vigilância Epidemiológica de Maracajá e também apresentaram resultados positivos.

No total, portanto, cinco contaminados.

No segundo estabelecimento, no qual trabalha uma mulher que testou positivo no sábado, outros seis trabalhadores acusaram contaminação pelo coronavírus.

Mais uma mulher, que trabalha em um terceiro estabelecimento às margens da BR-101, também apresentou resultado positivo nesta tarde.

“Tínhamos dois casos confirmados no sábado; a esses somamos mais cinco pela manhã no primeiro estabelecimento comercial, outros seis no período da tarde no segundo estabelecimento, e a estes casos, somamos mais uma mulher, que trabalha em local que faremos vistoria nesta terça-feira”, relatou a enfermeira Ana Caroline Araújo.

A Vigilância Epidemiológico, além de confirmar estes 12 novos casos anotou outros cinco considerados “suspeitos”, sendo três de atendimentos em Maracajá e dois de pacientes atendidos e testados em Criciúma.

Boletim - Maracajá

Os cinco aguardam resultados de exames de material coletado e enviado ao Lacen.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Maracajá reforça a preocupação das autoridades sanitárias com a capacidade de proliferação do vírus.

Segundo Ana Caroline Araújo, duas pessoas contaminadas, uma em cada estabelecimento comercial, resultaram em outras 11 contaminações.

“O uso de máscara e as medidas de prevenção são fundamentais”, ressalta.

Entre os 12 casos confirmados nesta segunda-feira, com exceção de uma pessoa que é do grupo de risco e pode ter sua situação agravada, todos os demais apresentam boas condições de saúde e consideradas “assintomáticas” à doença, mas com total capacidade de contaminar amigos, familiares e pessoas com quem têm relação, se não usarem máscaras e medidas preventivas.