A praça da Bandeira, no Centro de Joinville, ficou lotada entre o final da tarde e início da noite desta terça-feira (3). Cerca de mil pessoas segundo a Polícia Militar, e 1.800 mil conforme os organizadores, participaram da manifestação à favor do início de cumprimento de pena para condenados em segunda instância e contra a corrupção. A ação foi organizada pelo Movimento Brasil Livre e Vem Pra Rua, em várias cidades brasileiras. Quer receber as notícias do OCP News no WhatsApp? Clique aqui Muita gente vestiu verde e amarelo. Outros utilizaram cartazes e bandeiras e até perucas coloridas para pedir o fim da corrupção e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – condenado por corrupção passiva em primeira e segunda instância. “Este é um movimento apartidário que quer cobrar mais atenção no combate à corrupção e fortalecer que a lei é para todos”, comentou o coordenador do Vem Pra Rua, Roberto Freitas.
Roberto Freitas (esquerda) e Érico Pereira comandaram as manifestações em Joinville | Foto Windson Prado
“Nossa expectativa era trazer à praça da Bandeira cerca de 3 mil pessoas. Deu certo. Isso mostra que a população está cansada de conviver com a corrupção e quer a prisão de condenados em segunda instância”, frisou o coordenador do Movimento Brasil Livre Erico Pereira. A manifestação em Joinville começou pouco depois das 17h. Às 17h30 o movimento ainda era tímido com cerca de 100 pessoas. O ápice foi pouco depois das 18h30 quando a praça ficou completamente lotada. "Fizemos  a melhor manifestação do MBL em Joinville. Convocamos as pessoas e elas entenderam que era chegada a hora de novamente as pessoas de bem tomarem as ruas em busca de Justiça. Nosso sentimento de esperança foi reavivado pelas pessoas que estiveram presentes, não vamos desistir do Brasil", avaliou Wilian Tonezi, coordenador do MBL Joinville. A enfermeira Angélica Santos, 40 anos foi uma das primeiras a chegar. “Hoje é um dia importante para a gente manifestar nossa insatisfação contra os políticos corruptos. Além disso, queremos que a decisão de início do cumprimento de pena para condenados em segunda instância seja para todos, inclusive para o ex-presidente Lula”, declarou a moradora do bairro América.
"Queremos o fim da corrupção", dizia a enfermeira Angélica Santos | Foto Windson Prado/Jornal de Joinville
O aposentado Nilton Mauli, 71 anos, morador do bairro Jarivatuba, também fez questão de chegar cedo na manifestação. “Temos que ir para rua, mostrar nossa opinião contrária ao que o Supremo está fazendo. Acabaram com a imparcialidade de nossa corte. Queremos Lula na cadeia”, expressou.
"Queremos Lula na cadeia", dizia o aposentado Nilton Mauli | Foto Windson Prado
Em Joinville, a manifestação terminou por volta das 19h com uma caminhada na avenida Beira-rio.
Em Joinville, a manifestação terminou por volta das 19h com uma caminhada na avenida Beira-rio | Foto Divulgação

Veja fotos das manifestações em outras cidades do Estado

Em Jaraguá do Sul, a manifestação pela prisão de Lula reuniu quase mil pessoas na praça Ângelo Piazera. “O Vem Pra Rua vem pedir o fim da impunidade, que a prisão em segunda instância seja mantida e que o STF acorde, que a Justiça esteja em consonância com a sociedade, a sociedade pede o fim da impunidade”, afirma um dos organizadores do movimento suprapartidário Vem Pra Rua em Jaraguá do Sul, Ednilson dos Passos.| Foto Eduardo Montecino/OCP
Na capital manifestação foi na avenida Beira-mar Norte | Foto Schirlei Alves/OCP Florianópolis