Um grupo de lactantes de Criciúma se mobilizou neste domingo (30) em um ato denominado como "Mamaço", onde pedem que sejam incluídas no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. Em frente a Prefeitura de Criciúma as mães amamentarem seus bebês.

As mulheres afirmam que a imunização das lactantes permite que os anticorpos produzidos pelas mães sejam transferidos aos bebês, por meio da amamentação.

Apoio político

A ação já tem apoio de agentes políticos, como é o caso da vereadora Giovana Mondardo e a deputada federal Geovania de Sá. Um requerimento de autoria da vereadora Giovana Mondardo (PCdoB) questionando ao Poder Executivo informações sobre a possível inclusão deste grupo foi aprovado na Sessão Ordinária da última terça-feira.

Já a deputada federal Geovania de Sá (PSDB)protocolou na sexta-feira, um requerimento de indicação ao ministro da Saúde Marcelo Queiroga. O documento sugere que o Governo Federal revise o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e inclua as lactantes no grupo prioritário para a imunização.

O grupo tem se mobilizado pelas redes sociais:

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp