O curso de medicina da Estácio de Sá e a Secretaria Municipal de Saúde instituíram uma parceria que tem fornecido um auxílio importante ao serviço de telemonitoramento dos pacientes testados positivos para Covid-19 em Jaraguá do Sul.

Em dois meses, os estudantes de medicina da faculdade já realizaram mais de três mil monitoramentos. São alunos do 1º, 2º, 3º e 5º períodos da disciplina de Saúde da Família que atendem em forma de rodízio, duas vezes por semana, com a supervisão de um professor.

Foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul.

A faculdade e a secretaria firmaram um acordo de cooperação técnica, por meio do Contrato Organizativo de Ação Pública de Ensino-Saúde (COAPES), que permitiu colocar essa iniciativa em prática.

O diretor do campus, Antônio de Souza Júnior, celebra o número de atendimentos até aqui e ressalta a importância desta conquista.

"Além de auxiliarmos a Secretaria Municipal de Saúde no monitoramento dos munícipes acometidos pela Covid-19, contribuímos para o retorno dos servidores às Unidades Básicas de Saúde", diz Antônio.

A coordenadora do curso, Juliana Barros do Valle, reforça que o projeto aproxima os alunos da comunidade, contribuindo para uma formação geral e humanista, com capacidade para atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde.

 

Segundo a coordenadora da Central de Orientação sobre o Coronavírus na prefeitura, Denise Thum, a parceria permitiu aumentar a cobertura de atendimentos prestados através do 0800-643-8089.

“Com o auxílio dos estudantes de medicina ganhamos ainda mais qualidade nos atendimentos”, diz Denise.

O secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, também ressalta a importância do acordo firmado entre a Faculdade e o Município.

“É um apoio de grande valia ao nosso serviço de monitoramento dos pacientes covid. Todos ganham com isso”, frisa o secretário.

A Central de Orientação sobre o Coronavírus monitora, atualmente, 1.364 pessoas, entre suspeitos e positivados para Covid-19.

O contato com o paciente acontece de 48h/48h ou de 24h/24h, dependendo da situação da pessoa, e é realizado por enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de saúde bucal, dentistas e agentes comunitários, além de 18 médicos. Os dados são computados por meio do sistema Olostech (sistema web para informatização de saúde pública municipal).

O acompanhamento tem por objetivo saber sobre o estado de saúde dos pacientes monitorados e evitar possíveis agravamentos dos casos positivados para Covid-19. O serviço funciona todos os dias da semana das 7h às 18h.

Foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul.

 

Segundo o diretor do campus da Estácio, o projeto de telemonitoramento será inscrito no Laboratório de Inovação – Conselhos Municipais de Saúde e Participação Social na Resposta à Covid-19, onde serão expostas experiências desenvolvidas por conselhos estaduais, municipais e locais de saúde, por universidades e instituições de ensino superior e diversos segmentos dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, organizações filantrópicas ou sociedade civil.

 

Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul.