Eles são pais, filhos, avós, irmãos... Super-heróis da vida real, que estão há vários meses acordando cedo e deixando suas famílias para enfrentar um "inimigo invisível"! As equipes que atuam na linha de frente contra o coronavírus não se resumem apenas a médicos e enfermeiros, mas também a fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais.

Há ainda os responsáveis pela higienização dos ambientes, os que fazem e levam comida aos pacientes, os recepcionistas que realizam o primeiro contato, os encarregados pela manutenção, os assistentes administrativos e muitos outros profissionais, que arriscam a própria saúde para salvar vidas.

Desde o início da epidemia de Covid-19 em Santa Catarina, o Hospital Santo Antônio, de Blumenau, teve mais de 500 colaboradores afastados por suspeita da doença, dos quais 208 tiveram a infecção confirmada.

 

“Os colaboradores, ao apresentarem febre ou dois sintomas gripais, são afastados de suas atividades, conforme protocolo. Estas medidas auxiliam na recuperação da saúde dos nossos profissionais e contribuem para reduzir a transmissão do vírus em pacientes, familiares e demais profissionais que atuam na instituição", relata o gerente assistencial Rafael Branco Bertuol.

 

Pensando em homenageá-los, a administração do hospital criou um mural dos colaboradores recuperados do coronavírus. “Eles já são heróis por estarem aqui, no dia a dia, contribuindo no combate desta doença, mas quando retornam desse período de isolamento, queremos que eles se sintam abraçados por toda a equipe", explica a gerente do Santo Antônio, Izabel Cristina Casarin.

Confira as imagens

Foto Larissa Machado/HSA

Foto Larissa Machado/HSA

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul